Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Mais de 50 estabelecimentos foram fiscalizados durante o fim de semana em Manaus

Durante o final de semana, a Central Integrada de Fiscalização (CIF) vistoriou 52 estabelecimentos em Manaus. Ao todo, 20 estabelecimentos tiveram suas atividades encerradas e outros cinco foram interditados, por descumprimento do decreto governamental com medidas de prevenção à Covid-19.

Durante as fiscalizações realizadas na noite da última sexta-feira (16/04), quatro locais foram interditados pela CIF. No Bar do Barba, localizado na avenida Itaúba, bairro Jorge Teixeira, na zona leste de Manaus, foi constatada uma aglomeração, além do local funcionar como bar em modalidade principal, o que está proibido. Na mesma avenida, o Barém Pub também foi interditado. Na zona norte, o Firma Gastrobar, localizado no bairro Novo Aleixo, não possuía Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) de restaurante, além de estar promovendo aglomeração no ambiente. O Seven7 Laranjeiras, localizado na rua Marquês de Muritiba, bairro Flores, zona centro-sul da capital, estava promovendo aglomeração no momento em que os fiscais chegaram. O local foi interditado e autuado pela Vigilância Sanitária Municipal (Visa Manaus).

Já no sábado (17/04), a CIF realizou o fechamento de cinco bares nos bairros Nossa Senhora das Graças, Vieiralves e Flores, na zona centro-sul. Bares da rua Lobo D’Almada e da Praça da Saudade, no Centro, foram fechados após denúncias da população. De acordo com a Policial Militar, havia um público de 300 pessoas consumindo bebidas alcoólicas no local.

Na noite de domingo (18/04), os agentes realizaram vistorias em nove bares nas zonas norte, leste, sul e centro-sul da capital. Durante a ação, apenas o bar denominado O Catraieiro, localizado na rua Jonathas Pedrosa, bairro Centro, foi autuado pela Vigilância Sanitária Municipal (Visa Manaus), por não possuir licença sanitária e por estar funcionando além do horário permitido.

CIF fluvial – Na tarde de domingo a CIF fluvial realizou vistoria em cinco flutuantes, para verificar se os locais estavam cumprindo o decreto, instituído pelo governo, e realizar as devidas orientações a proprietários e banhistas. Nos locais vistoriados não foram constatadas irregularidades e os agentes realizaram apenas os procedimentos de orientação.

Coordenada pela SSP-AM, a CIF conta com apoio das polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, agentes do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Visa Manaus, Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) e do Programa Estadual de Proteção e Orientação ao Consumidor (Procon-AM), Ouvidoria da SSP-AM e Departamento Integrado de Operações Aéreas (Dioa).

FOTO: Carlos Soares e Pelegrine Neto / SSP-AM

-publicidade-