Amazonas Notícias

Mais de 70 unidades da Prefeitura de Manaus ofertam vacina contra Covid-19 nesta semana

Um total de 75 unidades básicas de saúde da Prefeitura de Manaus estará ofertando a vacina contra a Covid-19 nesta semana, de segunda a sexta-feira, 13 a 17/2. A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) orienta os usuários a buscarem o ponto mais próximo portando documento de identidade ou certidão de nascimento, CPF ou Cartão Nacional de Saúde (CNS) e o cartão de vacina. As crianças e adolescentes precisam ser levados por um adulto responsável.

A subsecretária municipal de Gestão da Saúde, em exercício, enfermeira Aldeniza Araújo, informa que os horários para a Campanha Municipal de Vacinação contra a Covid-19, durante a semana, variam conforme o funcionamento da unidade. A maioria dos postos opera em horário comercial, mas alguns estendem o atendimento ao público até as 20h, como estratégia para facilitar o acesso das pessoas que trabalham durante o dia.

“A secretaria segue fortalecendo a campanha de imunização contra a doença e incentivando que as pessoas mantenham seu esquema vacinal atualizado, seja com a 1ª, 2ª, 3ª, 4ª ou 5ª dose, porque as vacinas são as principais responsáveis pela redução de mortes e internações por Covid-19. Leve as crianças que estão sob sua responsabilidade, convide seus familiares, amigos e vizinhos, para que todos ao seu redor possam se manter saudáveis e seguros”, diz.

Os endereços dos pontos de vacinação, junto dos horários e públicos atendidos, podem ser acessados no site semsa.manaus.am.gov.br, e diretamente no link bit.ly/localvacinacovid19. Os detalhes sobre a campanha também podem ser conferidos por meio das redes sociais oficiais da secretaria, no perfil @semsamanaus no Instagram e Semsa Manaus no Facebook.

Crianças

Aldeniza Araújo explica que 35 pontos de vacinação são referência para o público infantil, sendo que todos atendem as crianças de 5 a 11 anos, tanto para iniciar ou completar o esquema inicial, de duas doses quanto para aplicação da dose de reforço nesse grupo. “Todas essas unidades estão abastecidas com a Pfizer pediátrica, e no momento em que as crianças forem imunizadas, também poderão atualizar as demais vacinas do calendário básico”, informa.

A enfermeira acrescenta que a oferta da Pfizer Baby e da CoronaVac está centralizada em 14 unidades básicas, com intuito de evitar o desperdício de doses, visto que a demanda para esses imunizantes segue reduzida.

Os bebês de 6 meses a 4 anos de idade estão sendo vacinados com a Pfizer Baby, com esquema inicial de três doses. As crianças de 3 e 4 anos também podem receber a CoronaVac, que tem esquema inicial de duas doses. No entanto, com o estoque reduzido na capital, este imunizante está disponível apenas para a segunda dose, e os bebês que forem iniciar o esquema vacinal irão receber a Pfizer Baby. A dose de reforço para essa faixa etária também é feita com Pfizer Baby, independentemente do imunizante utilizado no esquema inicial de vacinação.

Texto – Victor Cruz / Semsa
Foto – Divulgação / Semsa

Relacioandos