A partir de reuniões com os gestores da rede pública de Ensino e para combater o uso de entorpecentes no entorno das escolas, o 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Manacapuru (a 99 quilômetros de Manaus) retomou, no início deste mês, a ronda escolar no município.

Com a ronda, uma viatura e quatro policiais militares serão designados para patrulhar, de segunda a sexta-feira, por 12 horas, o perímetro ao redor das escolas, conversando com gestores, estudantes e seus responsáveis, e atuando contra a prática de crimes.

“A ronda não atuará, necessariamente, patrulhando todas as escolas, todos os dias. Isto porque também trabalharemos a partir da identificação de demandas dos gestores das unidades educacionais e, especialmente, nas quadras próximas às escolas, onde há o consumo de entorpecentes”, explicou o comandante do 9º BPM, major Alisson Botelho.

Policiais visitaram as escolas e conversaram com os gestores para iniciar a análise das demandas de cada unidade. A pedagoga Suzete Athayde, do Centro Educacional Primeiros Passos, localizado na rua Coronel Júlio Roberto, no bairro São José, informou aos policiais que a preocupação dos gestores é com o público externo já que há venda de entorpecentes próximo ao local.

Ocorrências – Entre as demais preocupações dos gestores das escolas está a possibilidade de roubos, brigas e demais ocorrências envolvendo os estudantes na entrada ou saída das escolas.

“Vamos acompanhar todas as situações relatadas, mas um dos objetivos é combater o consumo e a venda de drogas no perímetro das escolas, além de nos mantermos mais próximos das instituições e da sociedade”, disse o comandante do 9º BPM, major Alisson Botelho.

Também foram visitadas as Escolas Municipais de Ensino Fundamental (Emef) Manoel Urbano, Manoel A. de Brito, Francisca Mafra de Carvalho, além da Creche Municipal Edsângela Santos.

FOTO: Divulgação/9º BPM