As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Manaus assina convênio de R$ 300 mi com Banco do Brasil para avanço de obras

O prefeito Arthur Virgílio Neto assinou nesta segunda-feira, 8/6, um convênio com o Banco do Brasil, para investir R$ 300 milhões no pacote de obras da Prefeitura de Manaus, que inclui melhorias em infraestrutura e mobilidade urbana. O valor estará disponível no cofre municipal, em cota única, até o final de junho.

“Estou tentando provar, na prática, que cuidar das contas públicas, que ajustar fiscalmente uma economia, dá dinheiro para a prefeitura, porque o município ganha crédito e prestígio. É um prazer lidar com um órgão responsável como o Banco do Brasil, que nos permite, mesmo durante a pandemia, com uma recessão econômica em todo o país, realizar obras importantes, agora e no futuro”, disse o prefeito Arthur Neto.

Entre as obras programadas estão a construção do Terminal 6, na avenida das Torres; três “skate parks”; estações de transferência para melhoria do transporte público; além da demolição e construção do novo Terminal 1, na avenida Constantino Nery; entre outras obras que serão concluídas até dezembro de 2020.

Nos últimos sete anos, durante a gestão do prefeito Arthur Virgílio Neto, a Prefeitura de Manaus alcançou equilíbrio fiscal das contas públicas e capacidade investidora, para firmar convênios, obtendo seguidos reconhecimentos por entes nacionais e internacionais pela boa situação financeira.

“No começo, o assunto fiscal parecia uma conversa chata. Hoje, somos pentacampeões em responsabilidade previdenciária. Construímos essa credibilidade com uma equipe econômica preparada e mostramos que ajustes fiscal e previdenciário possibilitam ter o prestígio que nós temos junto às entidades de crédito. Acredito que a população também já compreende que esses ajustes são necessários para colher frutos no futuro”, ressaltou o prefeito.

Para o gerente de negócios do Banco do Brasil, Raimundo Baía, o convênio é motivo de orgulho para a instituição. “Manaus está em ampla ascensão e, por isso, temos satisfação de contribuir com esse recurso. Sabemos que será bem empregado em benefício da sociedade, que vai gerar renda, empregos e melhor qualidade de vida à população. Assim, cumprimos nossa missão como banco público”, concluiu.

Texto – João Pedro Figueiredo / Semcom

Foto – Mário Oliveira / Semcom