Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Manaus é uma das cidades inteligentes a participar do Connected Smart Cities em abril

A capital amazonense é uma das cidades brasileiras que estará conectada no evento regional da plataforma Connected Smart Cities, no dia 6/4, com a “Apresentação do Plano de Cidades Inteligentes para Manaus”, que acontecerá de forma virtual. No painel, a Prefeitura de Manaus contará com a participação de representantes do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), Instituto de Mobilidade Urbana (IMMU) e outras secretarias alinhadas à tecnologia e gestão.

Entre os palestrantes na plenária discutindo “Cidades Inteligentes” de 9h30 às 11h, estará o diretor de Planejamento Urbano do Implurb (DPLA), arquiteto e urbanista Pedro Paulo Cordeiro.

No espaço de integração e estímulo à inovação, o evento regional propõe troca de informações e difusão de ideias com foco em atender ao cidadão, contando com a participação de Paula Faria, CEO da Necta e idealizadora do Connected Smart Cities & Mobility.

A Connected Smart Cities é uma plataforma que envolve empresas, entidades e governos. para buscar inovação e melhorias para cidades mais inteligentes e conectadas umas com as outras, sejam elas pequenas ou megacidades. O evento reúne especialistas, entidades, empresas e poderes públicos com as melhores práticas.

“Participar de um evento como este, nos permite mostrar o que se está pensando para Manaus nos próximos quatro anos da gestão do prefeito David Almeida e captar ideias inovadoras para cidades resilientes e criativas. É como achamos que, por mais que se planeje e tenha uma série de ações, sempre podemos aprimorar. Não dá para ter um planejamento urbano estanque. É preciso considerar diversas nuances sociais, econômicas, ambientais e com seus diversos atores, que devem se tornar parceiros numa grande empreitada”, ressaltou Pedro Paulo Cordeiro.

Para o arquiteto, a missão é transformar Manaus e para isso é preciso um começo. “Diversas cidades conseguiram esse feito, mas tiveram um início, como Medellín (Colômbia), Melbourne (Austrália), aqui no Brasil, Curitiba e Maringá (PR), que em 20 anos se transformaram nas melhores cidades para se viver e fazer negócios. Nosso intuito é poder participar, mostrar o que se está pensando para Manaus e trocar ideias”, disse o diretor do DPLA.

O CSC contempla cidades conectadas, a resiliência na arquitetura, o urbanismo sustentável, participativo, engajado e transformador, pela força e integração de entidades, poder público e sociedade.

Nacional e regional

Na região Norte ainda terão eventos regionais as cidades de Rio Branco (AC), Macapá (AP), Manaus (AM), Belém (PA), Palmas (TO), Porto Velho (RO) e Boa Vista (RR).

Trazer soluções para tornar as cidades brasileiras mais desenvolvidas, inteligentes e conectadas tem sido o propósito da plataforma Connected Smart Cities & Mobility desde 2015. Na sétima edição, em 2021, a iniciativa se consagra como a principal plataforma especializada no mercado de cidades inteligentes e mobilidade urbana no Brasil, atuando de forma fundamental em iniciativas que contribuem para a melhoria da qualidade de vida das pessoas.

A edição nacional 2021 do evento será realizada entre os dias 1º e 3 de setembro e traz ainda mais inovação em relação às edições anteriores, como o formato híbrido, com ações presenciais: fórum, exposição de empresas que fornecem tecnologias para as cidades, rodadas de conexões e negócios, entre outras atividades e que serão realizadas no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo.

O conceito

O Connected Smart Cities funciona como uma plataforma completa de conteúdo com múltiplos canais e formatos, que permitem aos profissionais do ecossistema de cidades inteligentes acesso aos conteúdos crível, analítico e relevante, por meio do Ranking, evento, prêmio, Learn e o portal, além do Connected Smart Mobility, que conta com site e conteúdo dedicado às discussões relacionadas a mobilidade urbana no Brasil.

Ranking Connected Smart Cities

Além de considerar os conceitos de cidades inteligentes, como tecnologia, meio ambiente e sustentabilidade, o Ranking considera conceito de conectividade, investimentos em saneamento, importância da educação na formação e reprodução dos potenciais das cidades e sustentabilidade econômica. Acesse os indicadores em: http://conteudo.urbansystems.com.br/csc_urban_atual

Texto – Claudia do Valle / Implurb

Foto – Divulgação / Implurb

-publicidade-