Manaus ganhará mais mobilidade no trânsito

O trânsito de Manaus terá mais mobilidade e fluidez a partir do próximo dia 30 de novembro, data de inauguração da Avenida das Flores. A obra é do governo Amazonino Mendes, realizada por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra).

A via, com 11,10 quilômetros de extensão, é o prolongamento da Avenida das Torres. Ela tem início na avenida Timbiras, no bairro Cidade Nova, zona norte, e termina no começo da AM-010, estrada que liga a capital ao município de Itacoatiara.

No momento, os trabalhos na pista estão concentrados em detalhes de acabamento: sinalização vertical e horizontal, pintura de meio-fio, conclusão das calçadas, acostamentos e sarjetas. As paradas de ônibus instaladas no trecho também estão sendo pintadas e iluminadas.

Diminuição do congestionamento – De acordo com o titular da Seinfra, engenheiro Oswaldo Said, a avenida das Flores irá desafogar o fluxo de veículos em grandes eixos, como a Torquato Tapajós, melhorando o trânsito entre as zonas centro-sul, norte e leste.

Quando inaugurada, a Avenida das Flores, assim como os anéis viários Sul e Norte, diminuirá o congestionamento em, praticamente, toda a capital. “O complexo viário desviará o trânsito de veículos pesados, que hoje circulam por vias centrais, da área do Distrito Industrial até o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes”, ressaltou o secretário.

Estrutura – As avenidas das Flores e das Torres têm duas mãos de fluxo, com um canteiro central e três faixas para circulação de veículos em cada lado, sendo uma delas em cada via reservada para o corredor exclusivo de ônibus. Ao longo de toda a via foram construídas baias para as paradas de ônibus padronizadas.

Ao todo são 28 paradas de ônibus, com suas respectivas baias, de modo a não interferir no fluxo de veículos. Duas paradas estão situadas no trecho 2, que começa na avenida Timbiras; seis paradas no trecho 3; e outras 20 paradas estão localizadas ao longo do trecho 4.

Arte regional – O complexo viário promove, também, a cultura regional. Várias obras de grafite enfeitam a via, tendo como tema a cultura amazônica. Quem transitar pelas passagens de nível poderá apreciar imagens de índios, boto cor-de-rosa, bumbás de Parintins e muito mais da fauna e flora da região, em painéis bem coloridos.

Os trabalhos estão ao longo de dois grandes murais, um medindo 8×50 metros e outro de 6×50 metros. Os trabalhos foram coordenados pelo grafiteiro Arab Amazon e realizados por uma equipe de cinco artistas.

FOTO: LEANDRO VIANA/SEINFRA