As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Manaus recebe praças e Pavilhão Universal durante aniversário de 350 anos

Neste dia 24 de outubro, a cidade de Manaus (AM) completa 350 anos. Nascida à margem esquerda do Rio Negro, a cidade cujo nome é uma homenagem ao povo indígena Manaós é, ainda hoje, um dos maiores símbolos do período da borracha, que permitiu a aceleração do desenvolvimento da região Norte do país e da industrialização mundial. As ruas e o casario do Centro Histórico da capital amazonense são um marcante testemunho desse período. Para celebrar essa rica história, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e a Prefeitura Municipal entregam, no dia do aniversário da cidade, o resultado de um conjunto de obras nas praças Adalberto Vale e Tenreiro Aranha, que culminam com a conclusão da restauração do Pavilhão Universal.

Valorizando esses espaços públicos, as obras foram realizadas a partir da parceria entre Governo Federal e Municipal, com investimentos das duas fontes. As praças receberam recursos de quase R$ 1 milhão por meio do Iphan, e agora estão renovadas, com condições adequadas de acessibilidade, iluminação e paisagismo. Também foram feitas melhorias de sinalização e a implantação de espaços de lazer, estimulando a permanência das pessoas nestes locais e sua fruição. Além disso, entre as intervenções também estavam a completa restauração do Pavilhão Universal e sua transferência da praça Tenreiro Aranha para a Adalberto Vale. O espaço terá agora novo uso, como Centro de Atendimento ao Turista.

Para a presidente do Iphan, Kátia Bogéa, este é um presente pelos 350 anos de Manaus, concluindo uma importante etapa do esforço conjunto que vem sendo feito pela instituição e a Prefeitura para revitalizar e valorizar o Centro Histórico. “Esperamos que os moradores recebam esse presente com alegria e cuidem, junto conosco, desses espaços que são parte tão importante e simbólica da cidade”, celebra. Com o apoio do Iphan, a administração municipal vem realizando o projeto Manaus Histórica, visando atrair turistas para a cidade e resgatar o uso do Centro pela população local.

Testemunhas do período da borracha

O Pavilhão Universal foi construído como um chalé no início do século XX e é considerado um exemplar ímpar da arquitetura de ferro da Belle Époque, do período áureo da borracha em Manaus. Durante a obra realizada agora, todas as peças metálicas originais que compõem a edificação foram restauradas e a cobertura refeita, conforme o formato de escama de peixe.

O novo endereço do chalé, que agora passará a auxiliar os turistas da cidade, é a Praça Adalberto Vale, vizinho ao endereço anterior, na Praça Tenreiro Aranha. Os dois espaços também possuem grande importância para a capital. Localizada na avenida Floriano Peixoto, a Praça Adalberto Vale é um dos primeiros cenários do turista que chega pelo Porto de Manaus. Durante a obra de requalificação, foram encontrados vestígios de trilhos do antigo bonde que cruzava a região, ajudando a contar mais um pedaço da história da capital. A Praça Tenreiro Aranha, por sua vez, data de 1845 e chegou a ser, durante a década de 1970, um grande estacionamento. Agora recuperada, ela passa a ser mais um espaço de convívio, lazer e contemplação.

A entrega da obra do Pavilhão Universal marca a conclusão das três obras. Originalmente integrantes de um conjunto de investimentos do Iphan, os três bens passaram a receber também recursos do Fundo Municipal de Desenvolvimento Urbano (FMDU), consolidando uma importante parceria entre Município e União, que inclui a já recuperada Praça XV de Novembro.

você pode gostar também