A Prefeitura de Manaus abriu na última segunda-feira, 1/10, na sede da Subsecretaria Municipal de Políticas Afirmativas das Mulheres, no conjunto Duque de Caxias, Flores, zona Centro-Sul, a programação alusiva ao “Outubro Rosa”, mês de sensibilização e alerta às mulheres sobre o câncer de mama e ao maior compartilhamento das informações dessa doença, que é a primeira causa de câncer nas mulheres no mundo. Em Manaus, a campanha chama atenção, ainda, para a prevenção do câncer do colo uterino, por ser o que atinge as mulheres amazonenses.

Na ocasião, houve apresentações culturais e depoimentos de mulheres que já enfrentaram a doença, como a dona de casa Aldenira Araújo de Souza, que aos 65 anos, descobriu um câncer de mama. Ainda em tratamento, ela aconselhou as mulheres a buscarem a prevenção. E a não se deixarem abater.

As ações do “Outubro Rosa 2018” serão coordenadas pelo Fundo Manaus Solidária (FMS), presidido pela primeira-dama do município, Elisabeth Valeiko Ribeiro, e terá a participação das secretarias municipais de Saúde (Semsa), Limpeza (Semulsp), Educação (Semed), Comunicação (Semcom), Infraestrutura (Seminf), de Parcerias e Projetos Estratégicos (Semppe), da Mulher e Direitos Humanos (Semmasdh), e Casa Militar, além da Fundação Municipal de Turismo, Cultura e Eventos (Manauscult) e Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans).

Ao longo do mês as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) intensificarão as ações referentes à temática, com abordagem de todos os sujeitos a quem as atividades se destinam: meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos, com a vacina contra o HPV); mulheres de 25 a 64, com exames preventivos; e mulheres de 50 a 69, com exames de mamografia; além da população em geral com atividades educativas. As Unidades Móveis de Saúde da Mulher estarão localizadas em pontos estratégicos da cidade.

O secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, ressaltou a importância da prevenção e pediu a todos que ajudem na divulgação da necessidade de realização de exames. “A abertura do Outubro Rosa com ênfase na prevenção do câncer de mama chama atenção não só para a mamografia, mas também para o câncer do colo de útero.”

Na sede da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), na zona Centro-Sul, durante a primeira semana de outubro, estará acontecendo a exposição “A Mulher e o Câncer do Colo do Útero”, organizada pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca). Até a próxima, segunda-feira, 8, uma Unidade Móvel de Saúde estará oferecendo exames de mama e preventivo na Subsecretaria Municipal de Políticas Afirmativas das Mulheres, localizada na rua Araxá, conjunto Duque de Caxias, Flores, zona Centro-Sul.

Nesta terça-feira, 2, será realizada uma ação de saúde no Shopping Phelippe Daou, na zona Leste. Na próxima sexta-feira, 5, a Unidade Básica de Saúde Frei Valério, na rua Bom Jesus, no Novo Israel, zona Norte, abrirá as portas para receber as mulheres, oferecendo consultas, exames e ações de educação em saúde.

Para o dia 17, estão programadas panfletagens, no horário das 7h às 8h30, na avenida Grande Circular, próximo à rua do Fuxico, Jorge Teixeira, e na rotatória do Eldorado, zona Centro-Sul. E nos dias 19 e 26, as edições do projeto “Saúde nas Galerias”, que ocorrem nas galerias populares do Centro, serão voltadas à temática “Rosa”, como parte das ações previstas na programação.

No dia 20, um sábado, 55 Unidades de Saúde da Semsa terão programação especial totalmente voltada à prevenção, em atividade denominada “Outubro OdontoRosa”, tendo como foco não só os cânceres do colo do útero e de mama, mas também a avaliação e prevenção ao câncer bucal, além de ações educativas e vacina anti-HPV.

O encerramento do “Outubro Rosa” ocorrerá no dia 31/10, às 18h, com a “Caminhada das Vitoriosas” no Complexo Turístico Ponta Negra, zona Oeste.

Anualmente é celebrado no mês de outubro o movimento denominado “Outubro Rosa” que teve início nos Estados Unidos, na década de 90. No Brasil, a partir de 2002, passou a ser realizado, inclusive dando ênfase também ao câncer do colo do útero, que atualmente é a primeira incidência de câncer nas regiões Norte e Nordeste do país.

No Amazonas, o câncer do colo do útero está à frente do câncer de mama em incidência, sendo causado pela infecção persistente por alguns tipos do Papilomavírus humano – HPV (chamados oncogênicos). A infecção genital por esse vírus é muito frequente e, na maioria das vezes, não causa doença. Em alguns casos, podem ocorrer alterações celulares que poderão evoluir para o câncer. Essas alterações das células são descobertas no exame Papanicolau (conhecido também como preventivo) e são curáveis na quase totalidade dos casos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here