Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Maratona Te Sai COVID – UNICEF e Instituto Peabiru realizam live de encerramento

O evento virtual é nesta sexta-feira, 21, às 16h (horário de Brasília), e marca o empenho de adolescentes e jovens na prevenção contra a Covid-19

Manaus, 20 de maio de 2021 – Cerca de 130 adolescentes e jovens de Belém e Gurupá, no Pará, e Manaus, no Amazonas, foram distribuídos em equipes para cumprir uma série de missões de combate ao novo coronavírus, na Maratona Te Sai Covid. E nesta sexta-feira, 21, às 16h (horário de Brasília), ocorre a live de reconhecimento e premiação, com o anúncio das equipes que se destacaram durante a iniciativa. A transmissão será pelo canal do YouTube, no perfil do Instituto Peabiru, e na página do Facebook (https://fb.me/e/1jB2cMTyy).

A Maratona tem foco na promoção da prática da higienização das mãos e dos demais comportamentos-chaves de prevenção para o combate e controle da Covid-19, e faz parte da programação do projeto-piloto Te Sai Covid, uma realização do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), em parceria técnica com o Instituto Peabiru. O projeto teve início em fevereiro deste ano, em bairros estratégicos localizados nos municípios de Manaus, no Amazonas, em Belém e Gurupá, no Pará.

“A live de premiação é uma forma de reconhecer o empenho desses adolescentes e jovens que não mediram esforços e mostraram claramente seu potencial enquanto mobilizadores da prevenção contra a Covid-19. Durante a iniciativa, o engajamento deles também foi fundamental para a mobilização de suas famílias e comunidades para os cuidados necessários, neste momento, como o uso de máscara, a lavagem das mãos e o distanciamento social”, declarou Ida Pietricovsky, Especialista em Comunicação do UNICEF Brasil.
A live, que será comandada pela equipe do Instituto Peabiru, contará com a presença de Rayanne Franca, Oficial para o Desenvolvimento e Participação de Adolescentes do UNICEF Brasil, a qual fará o anúncio das equipes premiadas. Somente uma equipe em cada território levará a premiação, mas todos os participantes receberão certificado de participação e camisa do projeto. Para as equipes contempladas, cada membro vai ganhar: uma camisa do projeto, certificado, arte de divulgação nas redes sociais, uma recarga de crédito e um gift card para aplicativos e jogos, além de kits de higiene.

Expectativa pelo resultado

Devido ao atual cenário de pandemia, a Maratona Te Sai Covid foi realizada em formato virtual, de 20 de abril a 19 de maio. Após a inscrição na maratona, cada um dos participantes convidou mais um adolescente ou jovem para integrar a iniciativa. Em seguida, formaram as equipes e nomearam os grupos. Depois de uma semana, 128 meninos e meninas estavam divididos em 21 equipes em Manaus, Belém e Gurupá.

A adolescente da equipe “Nascidas para Mobilizar”, Victória Yasmin, 17 anos, de Manaus, afirma que está ansiosa para o evento de premiação. “Acredito que minha equipe tem grandes chances de ganhar, pois desde o início sempre fomos engajadas e interessadas em cumprir todas as missões dentro do prazo estipulado. O nosso diferencial foi de fato o trabalho em equipe, sempre discutimos o que podíamos fazer para entregar um bom material para o público dessa Maratona”, declarou.

Em Gurupá, Patriciana Gonçalves, 18 anos, da equipe “Jovens Unidos Contra a Covid-19 (JUCC)” acredita no potencial de todos os envolvidos para vencer a Maratona. “Minha equipe tem grande potencial para chegar à vitória nesta Maratona. Então, acredito que conseguimos alcançar muitas pessoas e levar as devidas orientações e informações de combate à Covid-19. Posso dizer que a maratona me trouxe muitos conhecimentos e informações. E o melhor de tudo, é que juntamente com meu grupo eu contribuí de alguma forma no combate ao novo coronavírus”, enfatizou a adolescente.

A jovem Sandra Cristina Pina Costa, 21 anos, de Ananindeua, no Pará, da equipe “Jambu contra a Covid-19”, também revela que sua equipe se esforçou e espera levar a premiação em Belém. “Minha expectativa é bem grande para que sexta-feira a equipe ganhadora, em Belém, seja Jambu contra a Covid-19. A gente se esforçou muito. Em dois dias a gente já estava com todo fervor e colocando a mão na massa pra multiplicar pontos. Como meus amigos da equipe têm imaginação para criar as coisas, eles colocaram em prática e a gente está conectado demais com o nome da equipe, que fez a Covid-19 tremer mesmo. Para gente, essa Maratona vai ser algo que vai ficar como uma lembrança boa, apesar do contexto do qual falamos”, destacou.

“Será um momento marcante, tanto para a equipe organizadora do evento quanto para os adolescentes e jovens de Manaus, Belém e Gurupá, que se envolveram e abraçaram verdadeiramente a causa da Maratona Te Sai Covid. Tudo foi realizado nos moldes de um jogo virtual, onde cada semana os participantes recebiam três missões para cumprir como equipe. Estamos satisfeitos com os resultados nesses três territórios e por saber o quanto essa iniciativa gerou impactos positivos na vida de todos que se engajaram no projeto, com a adoção de medidas de prevenção e combate à Covid-19”, afirmou Cláudio Melo, gerente técnico de projetos do Instituto Peabiru.

Jogo Virtual

Semanalmente as equipes receberam as tarefas a serem executadas em um prazo de sete dias. Foram três missões por semana. Ao longo do processo contaram com o apoio da comissão organizadora para o desenvolvimento das atividades. Todas as missões foram elaboradas com o objetivo de incentivar a prática correta das medidas preventivas e o compartilhamento de informações verdadeiras sobre a Covid-19.

Na primeira semana, os desafios eram engajar mais participantes, formar as equipes e compartilhar os materiais da campanha de comunicação do projeto Te Sai Covid nas redes sociais. Todo o material da campanha está disponível no perfil do Instituto Peabiru no Instagram.

Na segunda semana, os adolescentes e jovens deveriam identificar e produzir memes de prevenção, combater uma fake news sobre a Covid e novamente compartilhar uma publicação da campanha Te Sai Covid.

Na terceira semana, os maratonistas construíram um produto de livre formato sobre os comportamentos de prevenção e compartilharam este produto em suas redes sociais. Como resultados, uma série de vídeos, quadrinhos, cards, poemas e músicas foram elaborados pelos jovens. Eles ainda tinham que entrevistar um profissional de saúde da linha de frente à Covid-19 ou uma pessoa que já foi vacinada contra a doença para saber e entender melhor sobre os sintomas, medos e anseios antes e depois da vacinação.

Projeto Te Sai Covid

Desde fevereiro, a iniciativa vem sendo implementada como projeto-piloto em três municípios da região Norte: Manaus, no Amazonas, Belém e Gurupá, no Pará. O objetivo é sensibilizar adolescentes, pais, mães, cuidadores, professores e lideranças comunitárias a se tornarem agentes multiplicadores de boas práticas relacionadas à Covid-19.

Ao total, foram promovidos 14 diálogos, os quais contaram com cerca de 400 participantes, sendo que mais de 200 foram de adolescentes e jovens. O projeto também desenvolveu atividades com pais, mães, cuidadores, professores e lideranças comunitárias, para que sejam agentes de mudança em seus respectivos locais de atuação.

-publicidade-