Marcos Pontes confirma que será ministro no lançamento do Torneio de Robótica

O astronauta Marcos Pontes recebeu em Manaus a confirmação de que será ministro de Ciência e Tecnologia, indicado pelo presidente eleito Jair Bolsonaro. O tenente-coronel (da reserva) da Aeronáutica recebeu a informação, enquanto se reunia com o presidente da federação das Indústrias do Estado do Amazonas, Antonio Silva, no evento de Lançamento da temporada 2018-2019 do Torneio SESI de Robótica First Lego League (FLL), promovido pelo Serviço Social da Indústria (SESI Amazonas), no Clube do Trabalhador do Amazonas. “Já estava na expectativa e agora recebi a confirmação, fico feliz e agora tenho muito trabalho pela frente. É uma decolagem para cumprir uma missão”, declarou Pontes.

Saudado com entusiasmo pela plateia de aproximadamente 600 pessoas, entre professores e alunos que vão competir no torneio, que terá como tema “Into Orbit” (Em órbita), Pontes centrou a palestra na motivação dos alunos: “estude, trabalhe, persista e sempre faça mais do que esperam de você”, recomendou o astronauta, que falou detalhes da sua experiência e treinamento fora do planeta.

Segundo o palestrante, a busca por crianças e jovens motivados se tornou essencial para ele. “É preciso que os jovens percebam a importância da ciência e tecnologia desde cedo, assim conseguem despertar o interesse e o aprendizado para possibilidades novas de empreendedorismo e se tornam confiantes para competições como essas do SESI”, disse Pontes, alertando que assim como na sua época de escola os jovens precisam criar e buscar novas oportunidades.

A importância da robótica e do SESI no incentivo da ciência e tecnologia para os jovens foram ressaltados pelo astronauta como diferenciais que fizeram parte da sua trajetória como ex-aluno do Serviço Social da Indústria (SESI) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) de Bauru.

“Parabéns para o SESI que traz a robótica no seu dia a dia, hoje com a plateia cheia de novos talentos. Fico na torcida para aqueles que estão competindo nos torneios de robótica, eu tenho certeza que terão boas ideias porque vocês são criativos e é exatamente disso que o Brasil espera e precisa”, relatou.

Torneio de Robótica

O Torneio SESI de Robótica completa cinco anos de atuação esse ano no Amazonas. Ao longo das temporadas passaram mais de 180 equipes e aproximadamente 1,5 mil competidores de todos os estados do Norte. Mais que uma competição, segundo o diretor regional do SESI, Antonio Silva, o Torneio deve ser uma excelente experiência de aprendizado de relacionamento e conhecimento compartilhado em equipe.

“É importante essa participação do nosso astronauta e agora o ministro vem percorrendo pelo Brasil, inclusive nas escolas da Rede SESI, motivando os jovens que desejam ingressar em carreiras de ciência e tecnologia, além de auxiliar na formação de professores e na orientação sobre como devem funcionar as escolas técnicas”, explicou ele.

A equipe de robótica de Alagoas, Robocamb, representada pelo integrante Leonardo Amorim, 15, do 1º ano do Ensino Médio, compartilhou no evento a experiência para chegar ao torneio internacional em Arkansas (EUA) em maio de 2018. A equipe ficou entre as dez que representaram o Brasil após o destaque no desempenho da etapa nacional, em Curitiba.

“O conhecimento e a experiência que adquirimos lá foram além do que esperávamos, aprendemos sobre outras culturas, conhecemos novas pessoas e representamos não só Alagoas, mas o Brasil. Foi um momento único”, contou Amorim.

A participação do astronauta e da equipe participante do evento internacional do SESI despertou ainda mais a vontade do aluno Davi Oliveira, 7, do 1º ano do ensino fundamental, que acompanhado da sua mãe Viviane Oliveira, 44, foi ao evento vestido de astronauta, que tem como sonho conhecer o espaço.

“Desde mais novo, tudo que é relacionado ao espaço e robôs despertam o seu interesse, então ele mesmo produz objetos com sobras de alguns aparelhos eletrônicos e papelão. Adorei a iniciativa do SESI de montar um evento como esse e trazer uma figura tão importante como o astronauta, que é a inspiração dele e de muitos outros jovens”, disse Oliveira.