Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Marcos Rotta cobra mais integração entre os governos Estadual e Federal no socorro às famílias do interior atingidas pela cheia na calha do Juruá

O vice-líder do PMDB na Câmara, deputado federal Marcos Rotta (AM), participou, na manhã desta quinta-feira (26), da reunião entre a bancada do Amazonas no Congresso Nacional e o ministro da Integração Nacional, Gilberto Magalhães Occhi, e com o secretário nacional de Defesa Civil, general Adriano Ferreira. Em pauta, as medidas emergenciais do Governo Federal para minimizar o sofrimento de 40 mil pessoas, cerca de 9 mil famílias, afetadas pela cheia dos rios da calha do Juruá, interior do Amazonas.

Sete municípios já decretaram situação de emergência: Envira, Itamarati, Guajará, Eirunepé, Guajará, Ipixuna e Canutama. O município de Boca do Acre está em estado de alerta.

No encontro, o ministro firmou compromisso de visitar o Estado para ver de perto a situação dos municípios e prometeu que o Governo Federal enviará recursos aos municípios que tiverem o estado de calamidade pública decretado no Diário Oficial da União (DOU). “À medida que os pedidos forem chegando no Ministério da Integração Nacional, vamos ajudando com madeira, colchões, água, remédios, aluguel social e o que for possível para minimizar o sofrimento das famílias. À medida que o Governo do Amazonas for enviando dados sobre a situação da cheia no Estado e os municípios afetados, vamos agilizando o nosso trabalho”, garantiu.

MAIS AÇÕES INTEGRADAS

Rotta reforçou o pedido de alerta feito pelo senador do Amazonas, Omar Aziz (PSD), e afirmou que a situação nas comunidades rurais no interior do Estado necessita de urgência. “Nós queremos que o Ministério da Integração Nacional empreenda as mesmas ações que foram feitas nos governos dos presidentes Lula e Dilma, em seu primeiro mandato, que enviaram ajuda ao Amazonas durante a crise da cheia. O apoio do Governo às comunidades ribeirinhas precisa chegar o mais rápido possível”, afirmou.

Rotta destacou que o Governo do Estado, por meio da Defesa Civil Estadual, continuará monitorando a cheia dos rios na calha do Juruá e nas demais calhas, a fim de que as ações emergências sejam antecipadas. “A cheia dos rios acontece todos os anos. Se um município não foi atingido pela subida dos rios, em breve poderá ser. Então precisamos de ações programadas e integradas”, destacou ele.

UNIDADE

Na reunião com o ministro Gilberto Occhi e com o general Adriano Ferreira, também estiveram presentes os deputados Átila Lins (PSD), Hissa Abraão (PPS), Conceição Sampaio (PP), Alfredo Nascimento (PR), Silas Câmara (PSD) e Pauderney Avelino (DEM), além dos senadores Omar Aziz, Vanessa Grazziotin (PCdoB) e Sandra Braga (PMDB). “É muito importante a unidade da bancada da Câmara dos Deputados e do Senado Federal em favor dos municípios e da população ribeirinha”, ponderou Rotta.

-publicidade-