Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Marinha pede atenção para condutores de barcos e lanchas por conta da cheia no Amazonas

A Marinha do Brasil, por intermédio do Comando do 9º Distrito Naval, informa que, com os demais órgãos competentes, acompanha diariamente os níveis dos Rios Solimões, Negro e Amazonas. No período de cheia, a Marinha alerta aos condutores que durante a navegação, ao se aproximar de comunidades ribeirinhas, a navegação ocorra em baixa velocidade e de forma segura, pois as ondulações (banzeiros) provocadas pelas embarcações podem danificar e até destruir as residências construídas próximas às margens, causando grandes prejuízos e acidentes graves.

A Capitania Fluvial da Amazônia Ocidental publicou Portaria Normativa determinando a redução da velocidade das embarcações nas áreas residenciais e rurais ribeirinhas. Além disso, enviou comunicações às Cooperativas de empresas que operam embarcações do tipo “a jato” e para as empresas de Praticagem, orientando não somente quanto à redução de velocidade, como também da necessidade de navegar mais ao centro do rio.

É importante ressaltar, que uma navegação segura nos rios da Amazônia Ocidental, compete também aos proprietários e condutores das embarcações, que precisam seguir as Normas da Autoridade Marítima. Para informações, denúncias e/ou orientações relacionadas à segurança da navegação, à salvaguarda da vida humana e à prevenção da poluição hídrica, a Capitania Fluvial da Amazônia Ocidental coloca à disposição da população os seguintes números: (92) 99302-5040, que também funciona como Whatsapp, e 185- Marinha- Emergências Marítimas/Fluviais.

-publicidade-