Materiais apreendidos por fiscais da Prefeitura de Manaus em operações de combate ao comércio irregular vão ser reciclados. São carrinhos de mão, de churrasco e bancas, que vão ter suas estruturas – como ferro e madeira – aproveitadas pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf).

Os materiais são resultantes de operações realizadas de outubro a dezembro, incluindo as festas de fim de ano, e não possuem mais condições de uso. Outros não foram reclamados por seus responsáveis.

A diretora do Departamento do Comércio Informal (Decin), Ewanúbia Ribeiro, disse que os materiais foram apreendidos no Centro e no Complexo Turístico Ponta Negra, zona Oeste.

A Sempab também doou outros produtos apreendidos para a Associação de Moradores e Amigos do bairro São José I, na zona Leste, que atua com serviços sociais na comunidade.

À associação foram entregues meias, bancos, mesas, carrinhos de supermercados, malas, sombrinhas, caixas de isopor, utensílios, garrafas térmicas e outras mercadorias que poderiam ser reaproveitadas artesanalmente.

A Creche da Polícia Militar, Escola Infante Tiradentes, situada em Petrópolis, zona Sul, também foi beneficiada, recebendo produtos infantis.

Após as apreensões, cada ambulante tem o prazo legal de cinco dias úteis para comparecer a Secretaria Municipal de Feiras, Mercados, Produção e Abastecimento (Sempab) e dar entrada no requerimento solicitando a devolução da mercadoria apreendida.

Passando este prazo legal ou se o ambulante for reincidente, os produtos e materiais não são devolvidos e a prefeitura pode dar a destinação necessária.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here