Mecânico acusado de planejar a morte da ex-companheira é preso em Manaus

A Polícia Civil do Amazonas cumpriu mandado de prisão preventiva por homicídio qualificado em nome do mecânico Kleber Silva de Melo, 28. De acordo o delegado Orlando Amaral, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o infrator estava sendo investigado pela equipe da DEHS por envolvimento na morte da ex-companheira dele, a manicura Joycilline Lima Feitosa. O crime aconteceu na noite do dia 28 de setembro deste ano, por volta das 22h, em frente à casa da vítima, situada na rua Castro Alves, bairro São Jorge, zona oeste da capital. Na ocasião, ela foi alvejada com cerca de três tiros. A mulher tinha 27 anos. “Iniciamos as investigações e constatamos que Kleber esteve nas proximidades do salão de beleza onde a vítima trabalhava, situado no bairro Lírio do Vale, zona oeste da cidade. Após ela sair do estabelecimento e se dirigir até a casa onde morava, Kleber a seguiu em uma motocicleta, junto com um comparsa, que já está sendo procurado pelas nossas equipes. Ao chegar na residência, o mecânico a abordou e efetuou os disparos que causaram a morte da ex-companheira”, explicou Amaral.

O titular da DEHS destacou que além de Kleber e o condutor da motocicleta, uma mulher também teria participação no crime. Ela monitorou a vítima durante todo o dia 28 de setembro e informou o mecânico sobre o horário em que a manicura deixou o salão de beleza. A dupla está sendo procurada pela polícia. “Conseguimos localizar e prender Kleber na tarde de quarta-feira (17/10), por volta das 15h, em uma residência situada na rua Belo Horizonte, segunda etapa do bairro Compensa, zona oeste de Manaus. Não nos resta dúvida de que ele tenha cometido esse delito. Inclusive, ele ameaçava de morte a manicura de forma recorrente. Tudo isso por conta de uma briga judicial envolvendo a guarda da filha deles”, declarou o titular da DEHS.

O mandado de prisão preventiva, por homicídio qualificado, em nome de Kleber, foi expedido no dia 2 de outubro deste ano, pelo juiz Anésio Rocha Pinheiro, da 2ª Vara do Tribunal do Júri. Kleber foi indiciado por homicídio qualificado. Ao término dos procedimentos cabíveis na DEHS, o mecânico será levado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Disque-Denúncia – Orlando Amaral ressaltou que as investigação em torno do caso irão continuar, com o intuito de localizar e prender as outras duas pessoas que auxiliaram Kleber no homicídio. “Quem puder colaborar com informações sobre o caso, disponibilizamos o número 181, o disque-denúncia da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). Asseguramos o sigilo da identidade dos informantes”, garantiu a autoridade policial.

FOTO: ERLON RODRIGUES/ASSIMP-PC-AM