As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

“Meio Irmão” estreia nesta semana na programação do Cine Casarão

O longa “Meio Irmão”, da diretora Eliane Coster, estreia amanhã (5/3), na programação do Cine Casarão (rua Barroso, 279, Centro). Os ingressos custam R$ 6 (meia) e R$ 12 (inteira).

O drama constrói um retrato da classe média baixa na capital paulista ao mostrar o enfrentamento da falta de dinheiro, de liberdade, de respeito e de espaços, como acontece nas periferias de toda grande cidade.

“Meio Irmão” foi exibido na 42ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e eleito pelo público o Melhor Filme Brasileiro de Ficção. O longa também venceu ainda dois prêmios e recebeu a Menção Honrosa no 6º Festival de Cinema de Caruaru em 2019. Diego Avelino foi consagrado como Melhor Ator, Cleisson Vidal foi reconhecido pela Melhor Fotografia e Natália Molina recebeu a Menção Honrosa como “Atriz Revelação”.

O filme ficará em cartaz nas sessões de quinta-feira às 20h30, sexta-feira às 18h30, sábado às16h30 e no domingo às 17h.

Na programação da semana, ainda é possível assistir “Em Guerra”, “Jovens Polacas” e “Tarde Para Morrer Jovem”.

No filme francês “Em Guerra”, a história da administração da fábrica Perrin Industrie decide pelo fechamento total da empresa. Tendo o acordo feito dois anos antes desprezado e as promessas não respeitadas, os 1100 funcionários, liderados por seu porta-voz Laurent Amedeo (Vincent Lindon), recusam esta decisão brutal e vão fazer de tudo para salvar seus empregos. “Em Guerra” pode ser assistido na sessão de quinta-feira às 14h30 e sexta-feira às 20h30

Já no drama brasileiro “Jovens Polacas”, que está em cartaz na sessão de quinta-feira às 16h30, sexta-feira às 14h30, e sábado às18h30. Ele retrata a história do jovem jornalista Ricardo (Emilio Orciollo Netto) finalmente chega na fase final de sua pesquisa de doutorado a respeito das escravas brancas no Rio de Janeiro, também conhecidas como Polacas. Traficadas do leste europeu para o Brasil, as jovens judias eram levadas a acreditar que se casariam, até serem levadas direto para prostíbulos.

O filme produzido no Brasil, Catar, Chile e Holanda se passa no verão de 1990, no Chile. “Tarde Para Morrer Jovem”, conta a história de um pequeno grupo de famílias que vive em uma comunidade isolada aos pés dos Andes busca construir um novo mundo longe dos excessos urbanos com a crescente liberdade que se seguiu ao fim da ditadura. Nessa época de mudanças e reavaliações, os personagens lidam com seus primeiros amores e medos.

“Tarde Para Morrer Jovem” fica em exibição na sessão de quinta-feira às 18h30, sexta-feira às 16h30, sábado às 20h30 e no domingo às 19h.

SERVIÇO:

Cine Casarão

Onde: rua Barroso, 279, Centro

Quanto: R$ 6 (meia) e R$ 12 (inteira)