Meirelles apresenta propostas para diminuir desigualdade entre homens e mulheres

Foto - Bloomberg

Em encontro com mulheres na sede do MDB, em São Paulo, nesta sexta-feira (21), Henrique Meirelles falou sobre as políticas públicas que implantará para acabar com a desigualdade e melhorar a vida das mulheres no Brasil. O candidato afirmou que seu governo, caso eleito, exigirá a aplicação da lei que assegura salários iguais para homens e mulheres.

“Existe uma lei que garante que as mulheres devem ter salários iguais nas empresas desde que ocupem funções semelhantes e tenham responsabilidades semelhantes ao homens naquela mesma função e nós vamos exigir a aplicação dessa lei”, defendeu Meirelles.

Para garantir que as mulheres tenham condições de trabalhar, o candidato voltou a defender a criação do programa de bolsas semelhante ao Prouni, onde crianças de 0 a 5 anos possam ser matriculadas em escolas privadas.

“Existem propostas que beneficiam diretamente as mulheres, principalmente aquelas mais pobres, por exemplo, a extensão do Prouni para creches. Para que a mãe que precisa trabalhar, e não tenha com quem deixar a criança, possa deixar em uma creche perto de casa. Porque, às vezes, não tem perto de casa uma creche pública, então deixa em uma creche particular. E aí as crianças podem ficar interagindo com outras crianças, progredindo e aprendendo enquanto a mãe pode trabalhar”

Ainda durante o evento, o ex-ministro afirmou que seu governo irá executar a lei que garante 30% de todos os cargos dos Conselhos das Estatais brasileiras para mulheres.