As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Membros de organização criminosa que atuavam como pirataria nos rios em Coari são presos pela polícia

Na manhã do último sábado (14/03), por volta das 6h, a equipe de investigação da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Coari, com o apoio da Polícia Militar, cumpriu mandando de prisão preventiva em nome de Raimundo de Souza Araújo, 46 anos, conhecido como “Nego do Catara” e Valcileno Carvalho Telles, 22, conhecido como “Telezinho”, por organização criminosa e pirataria nos rios. As informações são do delegado José Barradas.

De acordo com a autoridade policial, os indivíduos foram presos em suas respectivas residências, na rua da Paz e na Comunidade Porto Novo da Ilha do Geral, naquele município (distante 363 quilômetros em linha reta da capital). Segundo o delegado, Raimundo estava sendo investigado por comandar uma organização criminosa na cidade. Ele havia sido liberado há pouco tempo do presídio de Manaus.

“Após investigação, identificamos que Raimundo estava envolvido com o crime organizado. Anteriormente, efetuamos a prisão de Jhonathan Borges Lopes, que durante o interrogatório revelou que trabalhava para ‘Nego do Catara’, e que ‘Telezinho’ era responsável por manter o esconderijo criminoso. De imediato, representei a justiça pelo pedido de prisão deles”, informou a autoridade policial.

Conforme Barradas, o mandando de prisão em nome deles foi expedido no dia 7 de fevereiro deste ano, pela juíza Juliene Rossendy Rosa Neres, da Comarca de Coari.

Procedimentos – Raimundo e Valcileno foram indiciados por organização criminosa e pirataria nos rios. Após os trâmites cabíveis na delegacia, eles serão encaminhados à Unidade Prisional de Coari, onde ficarão à disposição da Justiça.

FOTO: Divulgação/PC-AM