Do abacaxi ao feijão de metro, incluindo alguns produtos extremamente regionais, como é o caso da pupunha, o Governo Amazonino Mendes investiu de forma sistemática no Programa de Regionalização da Merenda Escolar (Preme), coordenado pela Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS), órgão vinculado à Secretaria de Produção Rural e Sustentabilidade (Sepror). Ao todo, 42 produtos regionais fazem parte dessa ação.

Além de atender as necessidades de alimentação dos estudantes, o programa desenvolvido pelo governo em 62 municípios do Amazonas contribui de forma sistemática para movimentar e incentivar a produção agrícola e, ao mesmo tempo, garante a comercialização de produtos, estimula produtores e divulga a qualidade dos alimentos, criando, a um médio prazo, novos consumidores.

O Programa de Regionalização da Merenda Escolar alcança 22 mil agricultores familiares/produtores rurais, que se beneficiam diretamente dessa atividade. Em relação ao ano de 2017, os dados oficiais relativos aos investimentos apontam para um crescimento superior a 70%. Os recursos totais, que foram previstos para o programa neste ano de 2018, são de R$ 62 milhões.

No Amazonas, existem 596 escolas do governo estadual, sendo 230 na capital e 366 no interior. Todas fazem parte do Programa de Regionalização da Merenda Escolar, o que alcança mais de 460 mil estudantes, conforme o número de matrículas efetivadas pela Secretaria de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc). Além de trabalhar no equilíbrio de uma dieta alimentar saudável, o Governo Amazonino Mendes incentivou a presença de produtos regionais nos cardápios do programa.

Entre os produtos que fazem parte do programa, encontram-se: banana pacovã, cará, filé de pirarucu manejado, limão taiti, macaxeira in natura, mamão, maxixe, melancia, pimenta de cheiro, queijo muçarela, queijo coalho, quiabo, repolho, tangerina, tomate, ovos tipo A, filé de pescado regional, cheiro verde, couve, farinha amarela, farinha de tapioca, fécula de mandioca, entre outras.

FOTOS: BRUNO ZANARDO/SECOM

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here