Mesmo com declarações polêmicas, quase 30% de eleitorado LGBT declara voto em Bolsonaro

Foto - @Dr

A pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (25) revelou o percentual de intenção de votos de eleitores LGBTQ para este segundo turno das eleições. O candidato a presidência Fernando Haddad (PT) lidera a pesquisa com 57% dos votos. Seu adversário, Jair Bolsonaro (PSL) tem 29% das intenções entre esse eleitorado.

Como deputado federal nos governos passados, Bolsonaro ficou conhecido por dar declarações polêmicas sobre assuntos relacionados à homossexualidade. Uma das principais polêmicas envolvia o “kit gay”, que Bolsonaro alegou ter sido distribuído em escolas públicas. Além disso, o candidato do PSL também chegou a dizer que preferia ter um filho morto num acidente, do que um filho que aparecesse “com um bigodudo por aí”.
Essa foi a primeira vez que o Datafolha perguntou sobre a orientação sexual dos entrevistados em uma pesquisa para presidente.

Entre os entrevistados, 86% se declararam heterossexuais, 3%, homossexuais, 2%, bissexuais, 2%, de outras orientações sexuais e 6% dos que responderam à pesquisa não quiseram responder a essa pergunta.

A pesquisa, contratada pela Folha de S. Paulo e pela TV Globo, ouviu 9.173 pessoas entre os dias 24 e 25 de outubro, em 341 cidades do Brasil. A margem de erro para esse recorte de orientação sexual é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos.

Reportagem, Karol Marra

#Eleições2018