Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Minicurso “História e Patrimônio Cultural de Manaus” reabre inscrições com aulas online, após grande procura

Projeto de Educação Patrimonial coordenado pela cientista social Rila Arruda volta nesta quinta e sexta, 27 e 28 de maio. Inscrições por formulário online

A única turma presencial do Minicurso “História e Patrimônio Cultural de Manaus”, uma iniciativa da cientista social e pesquisadora de museus Rila Arruda em parceria com o historiador Otoni Mesquita, teve aulas realizadas no último fim de semana com 15 alunos devido às limitações da pandemia e recebeu 150 inscrições ao total com interessados em participar do presencial e do online. Por conta da grande demanda, será oferecida mais vagas para uma versão online do minicurso, com inscrições gratuitas neste link https://forms.gle/s4Tm7LzPe4mrQhwE9

O formulário ficará disponível por meio do link na bio do instagram da coordenadora do projeto (@rila.ac), até o preenchimento das 250 vagas (85 vagas já estão ocupadas). A videoconferência será realizada nestas quinta e sexta, 27 e 28 de maio, das 16h às 18 horas por meio da plataforma Google Meet, e o pré-requisito para inscrição é possuir ensino médio completo ou cursar o ensino superior.

O projeto foi contemplado pelo edital Prêmio Feliciano Lana, por meio da Lei Aldir Blanc, concedido a projetos artísticos, culturais e de economia criativa durante o estado de calamidade pública, lançado pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (SEC-AM), com apoio do Governo Federal – Ministério do Turismo – Secretaria Especial da Cultura, Fundo Nacional de Cultura, no final do ano de 2020, para fomentar atividades culturais e garantir renda a profissionais do setor.

Aluna da primeira turma, Suelita Fagundes, 29, natural de Rondônia e residente em Manaus há dois anos, soube do minicurso por uma amiga que encaminhou o link de inscrições. Confeiteira profissional e estudante de culinária, disse que gosta de conteúdos sobre História e Patrimônio Cultural, e apesar da dificuldade imposta pela pandemia busca conhecer mais sobre a cidade onde mora atualmente com o esposo e as duas filhas. “Tenho curiosidade de conhecer a cultura, tem coisas que eu via como prédios e atividades e não conhecia, então o curso foi um meio de aprender mais a fundo”.

Guia de Turismo há 30 anos, Francisca Costa é uma das profissionais da área entre os inscritos que participaram do minicurso na versão presencial. “Eu achei muito interessante, descobri sobre essas Legislações que já não batem mais com a Lei Orgânica e não foram revogadas, e fiquei sabendo aqui”, destaca.

História de Manaus e Legislação Patrimonial

O conteúdo do minicurso é o básico do tema, com informações, dados, legislação, diagnóstico do que já foi tombado ou registrado e um vídeo produzido para o minicurso em substituição da aula prática devido à pandemia Covid-19.

Rila Arruda, cientista social e pesquisadora de museus fala da importância da educação patrimonial, “a maioria das ações são mais voltadas para publicação de cartilhas para cumprimento de licenciamento ambiental, circuitos isolados de pesquisadores, ou aulas públicas (seja na rua ou no museu) de iniciativa de professores de História sem apoio formal. Precisamos ampliar a educação patrimonial, e esse projeto também visa isso”, diz a pesquisadora na proposta do projeto.

Atividade prática em vídeo

Historiador e professor aposentado pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Otoni Mesquita fez aula de campo gravada pelos principais pontos do Centro Histórico de Manaus no qual compartilhou informações e dados históricos. Ao comentar sobre o Museu da Cidade de Manaus localizado no prédio da antiga prefeitura, avalia a importância do espaço como reflexão também sobre o papel dos povos indígenas na formação da população da cidade.

“O que é mais chocante e significativo é o contraste entre a construção neoclássica feita pelo homem branco trazendo toda uma história de imposição se colocando sobre as referências indígenas da região que foram em grande parte dizimadas e escravizadas, é algo que nós temos que pensar, foram eles os povos que ocupavam essa região”, avalia o pesquisador em trecho da visita em vídeo.

Perfil dos professores

Otoni Mesquita possui graduação em Jornalismo / Comunicação Social – Fundação Universidade do Amazonas (1976-1979); graduação em Gravura / Escola de Belas Artes – Universidade Federal do Rio de Janeiro (1980- 1983); mestrado em História e Crítica da Arte. Programa de Pós-graduação da Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (1989-1992) e doutorado em História – Programa de Pós-graduação em História Social da Universidade Federal Fluminense (2001-2005). Entre 1997 e 1998 atuou como Coordenador do Patrimônio Histórico da Secretaria de Cultura do Estado do Amazonas. Publicou dois livros, resultantes do trabalho de mestrado e de doutorado: Manaus: história e arquitetura – 1850/1915 e Manaus: uma cidade entre dois tempos- 1890/1910. Atualmente é professor Associado 1 do Curso de Artes Visuais do Departamento de Artes da Universidade Federal do Amazonas. Atuou no Programa de Pós-graduação em História entre 2006 e 2013, orientado trabalhos de pesquisa na área de História e Arte, com ênfase na produção cultural do Estado do Amazonas, concentrando em Manaus; Arquitetura, Memória; Imagem da Cidade; Província do Amazonas e Obras Públicas e História das Artes Plásticas em Manaus. Além das atividades acadêmicas, atua como artista plástico desde 1975, desenvolvendo obras em variados suportes, gêneros e materiais.

Fonte: http://lattes.cnpq.br/9782950264061807

Rila Arruda Bacharelado e licenciatura em Ciências Sociais (Antropologia, Sociologia e Ciência Política) pela Universidade Federal do Amazonas (2008) e mestrado em Sociologia também pela Universidade Federal do Amazonas (2011). Áreas de atuação de pesquisa: Sociologia da Cultura e Antropologia do Patrimônio Cultural, atuando principalmente nos seguintes temas: Políticas Culturais, Patrimônio Imaterial e Museus. Destaques profissionais: consultora analista na elaboração do Plano Municipal de Cultura – Manaus (2012) e consultora técnica na elaboração do Plano Estadual de Política Cultural – Amazonas (2018), servidora pública (cargo comissionado) com Patrimônio Imaterial e Museu na Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos – MANAUSCULT (2013 a 2015), e como docente no Ensino Superior e no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – PRONATEC. Destaques científicos: menção honrosa, no prêmio Sociólogos do Futuro, da Sociedade Brasileira de Sociologia (2009) e publicação do livro Museus do Amazonas (2012).

Fonte: http://lattes.cnpq.br/7121650474655087

Programação

Dia 01: Cultura, Política, Patrimônio e Legislação – Cientista Social Rila Arruda

Conceitos de cultura, política cultural, características do patrimônio cultural e legislação

Local: Sala Virtual no Google Meet. Carga Horária: 2 horas.

Data: 27-05-2021 de 16 às 18h.

Dia 02: História e Patrimônio Histórico de Manaus – Historiador Otoni Mesquita

História de Manaus e Patrimônio Histórico através dos principais pontos que culminaram na nossa formação cultural

Local: Sala Virtual no Google Meet. Carga Horária: 2 horas

Data: 28-05-2021 de 16 às 18h.

-publicidade-