As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Ministério da Saúde vai divulgar dados da Covid-19 em plataforma interativa

A análise dos casos e mortes em decorrência da Covid-19 será exposta por data de ocorrência, de forma regionalizada

Com o novo modelo de divulgação de informações sobre a COVID-19 elaborado pelo Ministério da Saúde, profissionais de saúde, gestores, imprensa e a população em geral podem, em qualquer lugar do país e do mundo, verificar a evolução da pandemia no Brasil e todos os investimentos e repasses de recursos financeiros federais destinados à preparação de estados e municípios para o enfrentamento ao novo coronavírus.

Com o novo formato, o intuito é que as informações sejam apresentadas com uma ideia mais real do cenário atual da doença. A análise dos casos e mortes em decorrência da Covid-19 será exposta por data de ocorrência, de forma regionalizada. Isso, de acordo com a pasta, dará a toda a rede de atenção à saúde mais condições de adequação e elaboração de ações mais eficientes contra a doença.

As informações estão disponíveis num serviço para armazenamento e partilha de arquivos chamado Dropbox, que é baseado no conceito de “computação em nuvem”. Na plataforma, os interessados encontraram pastas separadas com os seguintes nomes: Brasil, Estados, Interior, Região Metropolitana e Regiões, onde os dados são apresentados de acordo cada abrangência.

ACESSE AQUI AS INFORMAÇÕES DE CASOS E ÓBITOS

Os dados, que anteriormente eram fornecidos nas coletivas de imprensa, passaram a ser divulgados em plataforma online. Inicialmente, algumas falhas, como atrasos e divergências, foram identificadas, o que rendeu críticas ao novo modelo. No entanto, o Ministério da Saúde emitiu comunicados, onde admitiu falhas técnicas, que teriam sido reparadas.

Paralelamente, foi criada uma base de disseminação de dados abertos. A OpenDATASUS, como é chamada, tem como objetivo disponibilizar as Notificações de Síndrome Gripal Leve, algo em torno de 2,6 milhões de registros, assim como as notificações de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) relacionadas ao COVID-19, através do SIVEP-Gripe.

Ainda de acordo com a pasta, estas ações não foram paralisadas e os dados sempre estiveram à disposição da população, mostrando o comprometimento do Ministério da Saúde com a transparência das informações.