Ministério Público de SP abre inquérito contra Alckmin

O Ministério Público do Estado de São Paulo abriu inquérito nesta segunda-feira (24) contra o candidato do PSDB à presidência da República, Geraldo Alckmin, para apurar supostas irregularidades em dois decretos que levaram à desapropriação de terreno de familiares do tucano.

O ex-governador de São Paulo teria feito duas desapropriações em 2013 e 2014 de propriedades de Othon César Ribeiro, sobrinho do político. Eles teriam recebido cerca de R$ 3,8 milhões.

A assessoria de comunicação de Geraldo Alckmin respondeu que é “descabida e ofende o bom senso” a ideia de que o processo de desapropriação foi conduzido “apenas para beneficiar parentes do ex-governador”.

A nota diz ainda que todos os decretos de desapropriação assinados por Alckmin durante a gestão do governo de São Paulo tiveram parecer jurídico da Procuradoria Geral do Estado.

Reportagem, Thiago Marcolini

Compartilhe