O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) recomendou, nesta quarta-feira (14), que a Praia da Ponta Negra seja interditada. O pedido, feito à Prefeitura de Manaus, leva em consideração o último laudo técnico realizado pelo Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM).

O promotor Paulo Stélio Sabbá pede que a interdição seja acatada até que o Rio Negro atinga a cota ideal de água de 18 metros. A solicitação está no oficio endereçado ao prefeito Arthur Virgílio Neto.

Na proposta do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), assinado pela prefeitura em 2013, define-se que a praia deve ser interditada uma vez que chegue à marca de 17 metros. No último relatório divulgado, o nível da água estava em 17,12.

Na recomendação, o Ministério Público relata as manifestações favoráveis do Corpo de Bombeiros quanto à interdição da praia. Segundo o documento, a cota atual do rio na praia oferece risco a banhistas. Com informações do G1 da Globo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here