Texto: Márcio Gallo

O superintendente, em exercício, da Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), Gustavo Igrejas – acompanhado por engenheiros e demais técnicos da Coordenação-Geral de Recursos Logísticos (CGLOG), de Análise de Projetos Industriais (CGPRI) e de Planejamento e Programação Orçamentária (CGPRO) da autarquia – participou, na tarde desta segunda-feira (5), de uma audiência com equipe do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), liderada pelo diretor-presidente do órgão, Paulo Henrique Martins. A reunião, realizada no auditório da SUFRAMA, foi proposta pelo Manaustrans, e teve por objetivo a discussão de propostas para elaboração e adequação do Plano de Mobilidade Urbana para a cidade de Manaus (Plan Mob Manaus).

De acordo com o diretor-presidente do órgão municipal, Paulo Henrique Martins, a SUFRAMA tem informações e conhecimentos adequados para contribuir efetivamente para o desenvolvimento de um plano que viabilize melhorias para a cidade, em especial a região onde se localizam os Distritos Industriais I e II. “Estamos pensando na mobilidade urbana de Manaus não apenas para os próximos dez anos, mas também para os próximos vinte, trinta anos. A SUFRAMA com certeza pode nos fornecer contribuições neste sentido. Principalmente por ter o mapeamento da malha viária do Distrito Industrial e já ter participado de discussões sobre mobilidade urbana no passado”, destacou Henrique.

Durante o encontro, a equipe do Manaustrans apresentou dados sobre a atual situação de mobilidade urbana da cidade e as iniciativas visando à melhoria do sistema viário. Com a expectativa de aumento da frota de veículos particulares, tendência que vem se concretizando ano a ano, a equipe informou que se faz necessário buscar soluções para que o transporte público seja mais atraente à população, aos moldes do que foi feito, com sucesso, em grandes centros urbanos de outras cidades do Brasil e de outros países. Para isso, foram realizadas entrevistas com usuários dos serviços públicos que servirão de base para promover mudanças no sistema.

Segundo o superintendente Gustavo Igrejas, “as discussões sobre o tema são de interesse de todos, uma vez que todos enfrentamos os gargalos do trânsito no dia a dia. É muito importante discutir o que se pode fazer para resolver, por exemplo, problemas que se repetem em locais específicos. Colocamos a equipe da SUFRAMA à disposição para contribuir para o projeto”, completou Igrejas.

Site
O diretor do Manaustrans informou que, ainda esta semana, o órgão disponibilizará um site para que especialistas e demais interessados possam enviar sugestões para contribuir com o Plan Mob Manaus. As propostas, que serão analisadas e discutidas, devem passar, ainda, por audiências públicas antes de serem compiladas em um documento único que será enviado para aprovação na Câmara Municipal de Manaus, para ser transformado em Lei.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here