O laudo do Instituto Médico Legal, divulgado nesta semana, aponta que o modelo Tales Cotta, de 25 anos, que morreu enquanto desfilava na passarela da São Paulo Fashion Week, tinha problemas cardíacos.

O documento mostra que o modelo teve um mal súbito por conta de uma cardiopatia não diagnosticada anteriormente. Essa patologia teria causado um edema pulmonar, ou seja, um acúmulo de líquido nos pulmões. Além disso, os médicos descartaram a presença de álcool e drogas no corpo de Tales.

Após o mal súbito, o modelo foi atendido, saiu de maca do desfile e chegou a ser levado com vida para o hospital, mas não resistiu.

Repórter Cintia Moreira