Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Moradores apoiam proposta de Amazonino de auxílio de R$ 300 a 137 mil pessoas

Manauaras que contam com o auxílio emergencial do governo federal, que será encerrado em dezembro, veem no Programa Renda Manaus, do candidato a prefeito pela Coligação Juntos Podemos Mais, Amazonino Mendes, a solução para amenizar os problemas que enfrentam com a crise provocada pela pandemia de Covid-19.

O programa de Amazonino (PODEMOS) prevê o pagamento de R$ 300 mensais, por quatro anos, a todas as pessoas que ficarão sem o auxílio do governo federal e que estão cadastradas no Bolsa Família. São 137 mil pessoas em Manaus. Caso seja eleito, Amazonino afirmou que, ao assumir, encaminhará de imediato o Projeto de Lei para aprovação da Câmara Municipal.

“É um auxílio necessário e responsável, para evitar o colapso social. A Prefeitura precisa acolher essas famílias, suprir a lacuna que vai ficar com o corte do auxílio federal, já anunciado pelo governo”, afirmou.

Para a dona de casa Vanessa Silva, 34 anos, a proposta de Amazonino é de extrema importância, sobretudo para as mães que estão desempregadas e que, com a crise, ainda não conseguiram colocação no mercado de trabalho. “Eu, como mãe, vou ficar muito feliz em receber os R$ 300 propostos por Amazonino, porque sabemos o valor de cada item que a gente compra para a nossa casa. Assim como estou desempregada, milhares de mães também estão. A gente sabe como é difícil comprar os mantimentos para nossos filhos, por isso, entendemos a importância desse benefício”, disse ela.

Para o professor universitário e antropólogo Ademir Ramos, a proposta de Amazonino é de extrema importância, especialmente, para evitar o colapso social na capital amazonense. Ele destaca que, neste momento delicado em que o país atravessa, em decorrência da crise provocada pela pandemia, a ajuda financeira do poder público é mais importante que a construção de obras.

“É importante suprir a necessidade popular. E, neste momento, me parece que o candidato Amazonino está fazendo uma proposta objetiva, um programa de ajuda para a grande população de Manaus que passa necessidade. Cuidar das pessoas é melhor do que construir obras, neste momento delicado. O povo merece a nossa atenção. Vale a pena investir nisso”, analisou o professor da Universidade Federal do Amazonas.

Desempregada e mãe de dois filhos, Irelene Mota diz que o Renda Manaus vai ajudar no pagamento das despesas da família. “O projeto vai ajudar minha família, porque sou mãe de dois filhos e estou desempregada. O auxílio vai me ajudar em relação ao aluguel e na alimentação dentro de casa”, frisou.

A autônoma Maria da Silva, 45, que ficou desempregada logo que começou o pico da pandemia em Manaus, vê o projeto de Amazonino como uma solução para ela, que, até agora, não conseguiu emprego. “Eu não teria como me sustentar e sustentar os meus filhos, a partir de 2021”, afirmou.

“Eu entrei em desespero quando soube que o auxílio emergencial do governo federal vai acabar em dezembro. Não teria outra saída imediata para sustentar minha família. Essa notícia, da proposta lançada por Amazonino, chega em boa hora. Com certeza, será um dinheiro abençoado que irá ajudar em nossa alimentação e no pagamento de nossas contas”, atesta.

Proteção social

Amazonino explica que o Programa Renda Manaus faz parte da Rede de Proteção Social que ele pretende implantar na Prefeitura. Os recursos para bancá-lo, segundo ele, não comprometerão o orçamento. “Virão da priorização de alterações na Lei Orçamentária Municipal; do aumento de investimentos na Rede de Proteção Social; redução de despesas não-essenciais; maior eficiência na cobrança da dívida ativa com o município; criação de fundos de crédito da dívida ativa, fiscalização de concessão de incentivos do ICMS a grandes conglomerados do mercado financeiro (parcela relativa ao município); e leilões de ativos sem relevância à prestação de serviços municipais”, enumerou.

A rede de proteção social sempre foi muito presente nas administrações de Amazonino Mendes. Ele criou o Cartão Direito à Vida, em 1996, muito antes da existência do Programa Bolsa Família do governo federal. Na época, o cartão beneficiava cerca de 100 mil famílias. Na última administração na Prefeitura, criou o Programa Bolsa Família Municipal, atendendo a 55 mil famílias.

Dentro do pacote da Rede de Proteção Social do candidato Amazonino Mendes também está prevista a oferta, para os alunos da rede pública municipal, de cursos preparatórios para acesso às universidades; a ampliação do Programa Leite do Meu Filho, dobrando a sua capacidade – de 20 mil crianças beneficiadas para 40 mil; e a contratação de mão-de-obra nos bairros para a recuperação e construção de calçadas, sarjetas e meio-fio, projeto que vai gerar emprego e renda e também embelezar a cidade.

Também faz parte da Rede de Proteção, a ampliação do Programa de Habitação para famílias de baixa renda, assim como do cadastro de beneficiados com tarifa social de água e energia.

Redes Sociais

Amazonino Mendes concorre à Prefeitura tendo como vice o presidente estadual do PODEMOS, deputado Wilker Barreto. Para acompanhar o candidato nas redes sociais, é só acessar: no Twitter (AmazoninoAM); no Facebook (AmazoninoAMendes); Instagram (amazoninomendes), YouTube (AmazoninoMendes) e pelo “Zap do Negão” (https://bit.ly/35DVMHM – 92.99304-1919).

-publicidade-