Moradores da comunidade São João, na zona Norte, recebem serviços de infraestrutura depois de 30 anos

A comunidade São João, no bairro Lago Azul, zona Norte, com acesso pela BR–174, não recebia serviços de infraestrutura há mais de 30 anos. Para mudar esta realidade, a Prefeitura de Manaus iniciou um mutirão de obras no local na última semana, que foi acompanhado de perto pelo prefeito David Almeida e pelo vice-prefeito e secretário municipal de Infraestrutura, Marcos Rotta.

Os trabalhos iniciaram pela rua Flor de Lótus, que ganhou novas tubulações para a rede de drenagem antes da pavimentação, e na rua Flor da Rainha, que já recebe a massa asfáltica, com previsão de entrega ainda nesta segunda-feira, 19/7. Ao todo, 30 homens atuam nesses serviços nas ruas da comunidade, que estavam abandonadas.

O autônomo Marco Lopes Marinho, que mora no local há mais de 30 anos, diz que nunca viu obra nenhuma na comunidade São João, que, segundo ele, só agora foi lembrada pelo poder público.

“Estamos nessa luta há muitos anos e, graças a Deus, a prefeitura chegou aqui na nossa comunidade. Eu agradeço demais ao prefeito David Almeida e ao vice-prefeito e secretário Marcos Rotta. Viver aqui não é nada fácil, todas as ruas estão cheias de buracos, e os ônibus já nem entravam mais, por isso, a gente tinha que andar muito, no sol e na chuva, com crianças e idosos, era muita luta, só quem passa é que sabe do sofrimento. A outra gestão infelizmente não nos deu esse atendimento e agora sim nós fomos lembrados, graças a Deus. É um sonho ver de perto esse asfalto chegando aqui”, afirmou o morador.

No local, várias outras ruas necessitam de serviços de terraplanagem, além da revitalização e ampliação das redes de drenagem, antes da aplicação de massa asfáltica. Muitas das vias permanecem em solo natural. Aproximadamente 6 mil toneladas de asfalto serão aplicadas em 7 quilômetros de extensão.

Toda a comunidade, que também sofria com constantes assaltos, especialmente no período noturno, recebeu iluminação pública nas vias. A revitalização de todas as ruas da comunidade São João, onde vivem cerca de 5 mil pessoas, deve ser finalizada já no próximo mês.

Texto – Mariana Rocha / Seminf

Foto – Márcio Melo / Seminf