O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, determinou nesta sexta-feira (4) que a Força Nacional atue por 30 dias no Ceará para conter a onda de violência no estado.
Moro já havia determinado que o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e as Polícias Federal e Rodoviária Federal atuassem em apoio ao estado.Moro autorizou o envio de homens das Forças Armadas para o CearáDesde a noite de quarta-feira, cerca de 45 ataques ocorreram em 15 cidades diferentes, entre elas Fortaleza. Segundo as autoridades, 40 pessoas já foram presas desde o início da onda de violência, que engloba ataques a ônibus e disparo de tiros contra prédios e bancos. Delegacias também foram alvos dos criminosos.

Nesta quinta, além de ataques a ônibus, o estado também registrou uma rebelião na Casa de Privação Provisória de Liberdade, que fica na capital. Outra ação que ganhou destaque foi a explosão de uma coluna de um viaduto em Caucaia, região metropolitana de Fortaleza. A estrutura do viaduto está comprometida e pode desabar, de acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit).

Diante do cenário, Moro determinou que 300 homens da Força Nacional reforcem a segurança do estado, equipados com 30 viaturas para auxiliar as demais forças de segurança já envolvidas.

Reportagem, Raphael Costa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here