Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Morre a amazonense Therezinha Morango, ex- Miss Brasil

A ex- Miss Brasil, e segunda colocada no Miss Universo de 1957, amazonense Therezinha Morango Pittigliani, 84 anos, morreu vítima de uma parada cardíaca, neste sábado (13), no Rio de Janeiro (RJ), onde morava com a família. Therezinha também era irmã da auditora fiscal de tributos municipais aposentada, Maria das Dores Morango.

Nascida no município de São Paulo de Olivença (a 1.235 quilômetros de Manaus), Therezinha Morango foi a primeira amazonense a ganhar o Miss Brasil, em 1957. No mesmo ano, Morango representou o país no Miss Universo, realizado na Califórnia (EUA), ficando em segundo lugar, e a peruana Gladys Zender faturando a coroa. Os concursos de beleza à época tinham bastante visibilidade, o que a transformou em celebridade.

Dois anos após o concurso, Therezinha casou-se com o empresário catarinense Alberto Pittigliani, com quem teve um casal de filhos, Alberto Júnior e Andrea, passando a morar no Rio de Janeiro. Viúva desde 2003, Morango deixa filhos e uma neta.

Na última segunda-feira, 8, Dia Internacional da Mulher, Therezinha Morango foi homenageada pelo Atlético Rio Negro, clube pelo qual ela foi eleita Miss Amazonas, e posteriormente Miss Brasil e vice-Miss Universo.

O Rio Negro Clube divulgou nota sobre a morte da ex- Miss Brasil, onde Morago também foi miss

A beleza que encantou, agora descansa…

Faleceu hoje, 13, no Rio de Janeiro, nossa eterna Miss, Terezinha Morango.

Natural de São Paulo de Olivença, interior do Amazonas, Terezinha veio ainda jovem para Manaus, onde fez fama e encantou a todos com sua exuberante beleza.
Foi Miss Rio Negro, Miss Amazonas, Miss Brasil e 2º lugar no Miss Universo em 1957.
Foi a primeira nortista a alcançar o posto de mulher mais bonita do país.

Nosso clube se despede do sorriso mais lindo, que agora ficará para sempre em nossa memória.

#RioNegro
#TerezinhaMorango

Texto – Divulgação / Semcom

-publicidade-