Morreu na nesta quarta-feira (20), o bebê de um ano e seis meses, que estava internado no Hospital e Pronto-socorro da Criança da Zona Leste, com sinais de maus tratos. O acusado é o padrasto da menina que teve prisão preventiva decretada pela Justiça do Amazonas.

A suspeita é que ele espancou a criança. A vítima ficou estava internada desde 15 de março, em estado gravíssimo e respirando com ajuda de aparelhos.

O padrasto prestou depoimento e um inquérito foi aberto para apurar a ocorrência.