Motociclistas lideram mortes no trânsito de Manaus

Dados do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) revelam que 130 motociclistas perderam a vida nas vias de Manaus, até agosto deste ano. A categoria representa quase 60% das 218 vítimas de acidentes fatais registrados.

No Amazonas, as motos representam 35,22% da frota de veículos que mais se envolvem em acidentes fatais.

Rachas

As multas por racha tanbém aumentaram. De janeiro a outubro de 2017, 199 motoristas foram flagrados, equanto no mesmo período de 2018 foram 212. Os condutores flagrados fazendo ultrapassagem perigosa terão que desembolsar R$ 1.915,40, o valor da multa para essas infrações.

A pena para quem for pego participando de “racha” pode chegar a três anos detenção. Se a prática resultar em lesão corporal grave ou morte, pode ser de reclusão, que inclui o regime fechado. A sentença prevista é de três a seis anos de reclusão no caso de lesão corporal e de 5 a 10 anos no caso de morte.

Além disso, o condutor tem a suspensão do direito de dirigir, independentemente de se alcançar 20 pontos no prontuário da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Em todas essas infrações, o condutor flagrado reincidindo nos 12 meses seguintes, terá a multa dobrada, alcançando o valor de R$ 3.830,80.