Na manhã desta sexta-feira (15), por volta das 5h40, o motorista Antônio Bento da Silva, de 48 anos, morreu depois de travar luta corporal dentro do ônibus da linha 515 do transporte coletivo de Manaus. O caso ocorreu na avenida Sete de Setembro, centro da capital.

O trabalhador ainda chegou a ser atendido no Pronto Socorro 28 de Agosto, Zona Centro Sul, mas, cerca de três horas após a agressão, faleceu.

De acordo com testemunhas, dois homens entraram no coletivo e anunciaram o assalto. Pegaram o celular da vítima e quando foram estavando retirando a renda com a cobradora, Antônio Bento notou que não havia arma. Foi aí que ele travou luta corporal, porém não puxou o freio do veículo. Na briga, um bandido o empurrou ele para fora do ônibus em movimento. O motorista bateu a cabeça no meio fio e o ônibus o esmagou.

Antônio Bento da Silva trabalhava há seis anos na empresa Expresso Coroado. Ele era casado e deixa três filhos.

O velório acontece na igreja Assembleia de Deus na Rua Granada, bairro Nova Floresta, Zona Leste de Manaus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here