Trabalhadores do transporte coletivo de Manaus fizeram protesto em frente à sede do Governo do Amazonas, por volta das 15h, desta sexta-feira (15). Eles foram ao local cobrar do governador Wilson Lima que durante a campanha eleitoral no ano passado dizia que “a bronca era com ele”.

Os trabalhadores se manifestaram depois da morte do motorista de ônibus Antônio Bento da Silva, durante uma tentativa de assalto no Centro da cidade, por volta das 5h da manhã.

Pelo menos 40 veículos de várias empresas participaram do ato. A entrada da sede do Governo foi bloqueada pela polícia. Lá dentro, uma comissão do sindicato dos rodoviários foi recebida pelo chefe da Casa Militar.

Depois do encontro focou acertado que uma força tarefa será feira para identificar e prender os criminosos. Neste sábado (15), uma reunião entre os Rodoviários e a segurança pública será realizada para tratar do tema.

A Secretaria de Segurança Pública do Estado informa que em 90 dias, 1.475 assaltos contra ônibus do transporte coletivo foram registrados em Manaus.

Entenda 

Motorista do transporte coletivo reage a assalto e morre depois de ser agredido por bandidos em Manaus

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here