Take a fresh look at your lifestyle.

Mulher é presa no Amazonas acusada de torturar bebê de sete meses

-publicidade-

A Delegacia Especializada de Polícia (DEP) de Manacapuru, em ação conjunta com policiais militares, prendeu, na tarde do último sábado (23/3), uma mulher de 24 anos, denunciada por torturar a própria filha, um bebê de sete meses.

Conforme a delegada Roberta Merly, titular da unidade policial, autoridade policial, o representante do Conselho Tutelar em Manacapuru recebeu uma denúncia anônima, sobre uma lactente que estaria sofrendo maus-tratos. Em seguida, os policiais militares que atuam no local foram acionados.

“Ao chegarem à casa da jovem de 24 anos, no Conjunto Ataliba, bairro Miriti, as equipes verificaram que se tratava de um bebê do sexo feminino bastante machucado, que imediatamente foi levado para o hospital. Enquanto isso, a mãe foi conduzida até a DEP. Imediatamente requisitei a realização de exame de corpo de delito”, explicou.

Roberta Merly destacou que após análise do laudo pericial e das imagens do bebê, identificou que não se tratava de crime de maus- tratos e sim de tortura, uma vez que a vítima foi submetida a intenso sofrimento físico e mental. Em razão de hemorragia interna, a menina foi transferida para o Hospital e Pronto-Socorro da Criança, no bairro Compensa, zona oeste de Manaus.

A infratora foi autuada em flagrante por tortura. Em consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), os policiais civis constataram que a jovem já tinha passagem pela polícia por abandono de incapaz. Após os procedimentos cabíveis na DEP de Manacapuru, ela será mantida na carceragem da delegacia, à disposição da Justiça.

FOTO: Divulgação/ Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Estado do Amazonas.

-publicidade-