Mulher se passava por membro de associação de Autistas para obter recursos financeiros em benefício próprio

A equipe de investigação do 8º Distrito Integrado de Polícia (DIP) prendeu em flagrante na tarde desta terça-feira (25/09), por volta das 14h, Keila Barros da Costa, de 50 de idade, pelo crime de estelionato. Conforme Monteiro, a mulher se passava por membro da Associação de Amigos dos Autistas do Amazonas (AMA) com o intuito de obter recursos financeiros municipais para benefício próprio.

De acordo com o delegado Carlos Augusto Monteiro, titular da unidade policial, as diligências foram iniciadas, após a equipe do 8º DIP receber uma denúncia informando que uma mulher estava se apresentando na sede da Prefeitura Municipal de Manaus, situada na avenida Brasil, bairro Compensa, zona oeste da capital, se passando por membro da AMA para obter fundos do órgão municipal.

“Recebemos a informação de como era o modus operandi de Keila, bem como as características dela. Diante da situação, nossa equipe se deslocou até o local denunciado a fim de constatar a veracidade das informações repassadas. Na ocasião, identificamos Keila em posse de documentos dos quais utilizou para convencer os funcionários do lugar de que ela realmente pertencia à associação”, explicou o delegado.

O titular do 8º DIP argumentou que diante da situação, os policiais civis encaminharam a mulher para prestar esclarecimentos sobre o caso na delegacia. Conforme Monteiro, ao chegarem na unidade policial, havia uma representante da associação, que confirmou que Keila não fazia parte da AMA.

“Apreendemos a papelada que Keila utilizou, assim como R$ 500 em espécie proveniente do golpe cometido. Durante as diligências, constatados que ela havia conseguido os documentos pois foi até a sede da associação e sabendo da dinâmica do lugar, conseguiu acessar os papéis, tirou fotos e foi assim que produziu cópias deles”, esclareceu o delegado.

Flagrante – Keila foi autuada em flagrante por estelionato. Ao término dos procedimentos cabíveis no 8° DIP, ela será levada para Audiência de Custódia, no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, zona sul da capital.

FOTO: DIVULGAÇÃO/PC-AM