Amazonas Notícias

Mulheres correm mais riscos de quedas nas escadas, revela pesquisa

foto - divulgação

O Calçado Certo Pode Ser a Chave para Prevenir Lesões, Alerta ABTPé

As escadas podem ser mais traiçoeiras para mulheres do que para homens. Uma pesquisa inovadora da Universidade Purdue nos EUA examinou 2.400 jovens adultos enquanto manobravam escadas. Os resultados? Mulheres jovens demonstraram mais comportamentos de risco em relação aos homens.

Os pontos de risco identificados incluem a tendência das mulheres de não se apoiar no corrimão, andar com as mãos ocupadas, se distrair com dispositivos eletrônicos ou interagir com colegas enquanto descem. Uma consideração vital também é o tipo de calçado. As mulheres jovens mostraram uma inclinação para calçados potencialmente perigosos, como saltos altos e sandálias, que podem afetar o equilíbrio.

O perigo dos saltos: Os sapatos de salto alto são famosos por suas implicações estéticas, mas sua biomecânica pode ser prejudicial. “O salto realça a pressão na frente do pé, alterando o centro de gravidade e dificultando o equilíbrio”, destaca Luiz Carlos Ribeiro Lara, presidente da ABTPé. A alteração na caminhada, com passos mais curtos e calcanhares mal assentados no chão, aumenta os riscos de desequilíbrio e tropeços.

Conselhos da ABTPé: A escolha correta de calçado é crucial, não apenas para esportes ou atividades específicas, mas também para o dia a dia. Lara enfatiza: “Evite distrações, como usar o celular ao andar. Nas escadas, use o corrimão e assegure um contato total do calçado com o degrau. Cuidado especial em superfícies problemáticas, como terrenos acidentados ou pisos molhados.” A segurança em primeiro lugar, sempre.

Relacioandos