As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Mulheres de comunidades de Itacoatiara conquistam independência financeira após incentivo do Governo do Amazonas

Empreendedoras movimentam a economia local com a venda de toalhas, porta-joias, tapetes, além de alimentos regionais

Mulheres das comunidades de São João do Araçá e Boa Esperança, localizadas nas proximidades do município de Itacoatiara (a 176 quilômetros da capital) estão investindo no empreendedorismo e independência financeira após o Governo do Amazonas, por meio de uma parceria entre a Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), Fundo de Promoção Social (FPS) e Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam) em uma ação realizada no mês de março, levar o Programa Crédito Solidário às localidades.

Ao todo, foram concedidos seis créditos de forma desburocratizada a mulheres camponesas do município. Hoje, as empreendedoras movimentam a economia local com a venda de toalhas, porta-joias, tapetes, além de alimentos regionais, como farinha de mandioca, castanha, geleias de frutas e bolos. Alcira Oliveira, da comunidade de São João de Araçá, que antes era dona de casa, agora trabalha com a venda de doces e salgados em sua comunidade. Ela afirma que o projeto transformou a vida de mulheres no local.

“Para mim foi muito importante ser inserida nesse projeto, porque nos ajudou a aproveitar nossas produções, que muitas vezes a gente não tinha onde expor, e hoje a gente tem”, destaca. “Outro ponto positivo é a oportunidade de conhecer outros grupos de mulheres que estão lutando pela independência. São produtos que fizemos com todo amor e carinho”.

As mulheres que receberam o incentivo também contam com o apoio e orientação oferecidos no Serviço de Apoio à Mulher, Criança e Idoso (Samic) – Casa de Maria, de Itacoatiara. O lugar, que foi criado para atender vítimas de violência com serviços jurídicos e psicológicos, também faz parte da política de prevenção adotada pela Sejusc, que tem a proposta de evitar futuros casos de violência por meio do empoderamento e orientações.

Atendimento – Atualmente, a Sejusc oferece em suas unidades atendimento social, psicológico, jurídico, rodas de conversa sobre violência doméstica, familiar e abordagens informativas sobre a rede de serviços. Além disso, nesta gestão, o órgão incluiu em suas prioridades serviços como orientações para as mulheres sobre formas de ampliar oportunidades de trabalho, cursos de capacitação profissional em parceria com o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) e expansão das atividades para o interior. A titular da pasta, Caroline Braz, destaca que, por meio dessas atividades, as mulheres têm a chance de se libertarem de relações de dependência e terão mais chances de crescimento profissional.

“É uma de nossas prioridades garantir o atendimento às amazonenses tanto após o fato ocorrido, como também de forma preventiva, principalmente no interior”, destaca. “O Samic – Casa de Maria foi a primeira unidade de um projeto muito importante para quem mora no interior e precisa desse serviço”.

O Serviço de Apoio à Mulher, Criança e Idoso (Samic) é uma extensão do atendimento emergencial oferecido pela Sejusc. Nos próximos anos, sete unidades do Samic devem ser inauguradas em diferentes municípios do estado.

FOTO: Divulgação/Sejusc

você pode gostar também