Take a fresh look at your lifestyle.

Mulheres do PMN Amazonas realizam roda de conversa sobre o Setembro Amarelo

-publicidade-

A campanha de prevenção ao suicídio, Setembro Amarelo e as mazelas da saúde mental, foi tema principal da reunião realizada na tarde desta quinta-feira (17), entre o núcleo feminino e as pré-candidatas do Partido Nacional da Mobilização Nacional (PMN/Amazonas).

As participantes tiveram a oportunidade de conversar com a psicóloga e autora do livro Treinamentos Comportamentais, Lívia Levinthal.

“A troca de informações sobre a saúde mental e transtornos psicológicos, que levam ao suicídio, com pessoas que estão dispostas a cuidar do povo, é essencial para a comunidade.”, disse a psicóloga.

Durante o evento a pré-candidata, professora Cláudia Regina salientou sobre o papel da mulher na política e a importância da educação sobre o Setembro Amarelo.

“Hoje em dia, estatisticamente, a mulher é a mais afetada pela depressão. Eu como mulher e candidata, acredito que o caminho para a melhora é esse, da aprendizagem, para que futuramente tenhamos como dar suporte a pessoas com transtornos psicológicos.”, relatou a pré-candidata.

ORIGEM DA CAMPANHA

A Campanha Setembro Amarelo teve início em 1994, nos EUA, em consequência do suicídio do jovem Mike Emme, de apenas 17 anos.

O movimento popularizou-se no Brasil, a partir de 2014. Atualmente, durante todo o mês de setembro é realizado passeatas, rodas de conversa e diversas campanhas de conscientização para essa causa.

-publicidade-