Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Multa no trânsito – com aumento de até 66% – passa ser aplicada a partir de amanhã; é o 1º reajuste no valor em 16 anos

A partir de amanhã, 1º de novembro, o valor das multas no trânsito terá reajuste de até 66% e será corrigido todo ano pela inflação acumulada no período. O valor das multas era corrigido pela extinta Ufir, indexador usado até outubro de 2000 como parâmetro para atualizar dívidas de tributo. É o 1º reajuste no valor das multas em 16 anos. As mudanças são resultado de lei sancionada pela presidente Dilma Rousseff, em maio.

CORREÇÃO

A infração gravíssima, que antes tinha multa no valor de R$ 191,54, passa a custar R$ 293,47 (aumento de 53%). As multas consideradas graves foram reajustadas de R$ 127,69 para R$ 195,23 (alta de 52%). Para infração média, o valor passa de R$ 85,13 para R$ 130,16 (reajuste de 52%). Já as infrações leves, que custavam R$ 53,20, passam a totalizar R$ 88,38 (aumento de 66%). A multa para quem for pego dirigindo embriagado ou se recusar a fazer o teste do bafômetro sobe dos atuais R$ 1.915 para R$ 2.934,70 (alta de 53%). O Denatran informou que o novo valor das multas que entra em vigor a partir de amanhã foi corrigido parcialmente pela inflação acumulada entre outubro de 2000 e abril de 2016.

-publicidade-