“Não precisa de reunião, basta Alckmin me apoiar”, diz Meirelles sobre união do centro

Após se ausentar de reunião com candidatos de centro na manhã desta terça-feira (25), Henrique Meirelles (MDB) afirmou que ele é o presidenciável que está crescendo nas pesquisas e, por isso, os outros devem apoiá-lo. O emedebista alegou ainda que Geraldo Alckmin está “estagnado” e devia desistir da corrida presidencial. A afirmação do candidato foi dada à imprensa, durante visita ao Mercado Municipal de São Paulo nesta tarde.

“É muito simples, não faz sentido fazerem reunião para ficar discutindo algo que não vai a lugar nenhum. Basta o senhor Geraldo Alckmin desistir ou outros desistirem, porque a minha candidatura está crescendo e nós acreditamos que o povo brasileiro vai escolher a competência, a honestidade, a seriedade e a experiência”.

A reunião, articulada pelo advogado Miguel Reale Júnior, ex-ministro da Justiça e um dos autores do pedido de impeachment de Dilma Rousseff (PT), tinha o objetivo de tratar da possibilidade de união em torno de uma candidatura única de centro.

Mais cedo, Meirelles afirmou, em entrevista por telefone à Rádio Sociedade da Bahia, que pretende aumentar o valor do Bolsa Família. De acordo com o candidato do MDB, o auxílio é importante para o sustento das famílias e também para fazer a economia girar, criando um efeito contínuo de crescimento e geração de empregos.

Reportagem, Clara Sasse

Compartilhe