Grande parte da população planeja comprar lembranças

Mesmo com a crise e incertezas econômicas, a maior parte dos brasileiros pretende manter a tradição de presentear pessoas queridas no natal. Este ano, mais de 110 milhões de consumidores devem ir às compras e desembolsar, em média, R$ 116 por produto. Os dados são da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). Comerciantes precisam se preparar a fim de aproveitar a dinâmica da época.

A estimativa indica uma injeção de aproximadamente R$ 53,5 bilhões na economia. Por isso, o setor do varejo está em expectativa quanto aos resultados. A ocasião é marcada por diversas promoções e queima de estoque visando abrir espaço para receber os lançamentos do próximo ano.

“As comemorações da temporada geram otimismo nos compradores, os quais já apresentam um saldo positivo nesse período devido às bonificações e ao 13º. Logo, estabelecer estratégias é decisivo para quem vende não perder essa movimentação”, explica Carlos Henrique Mencaci, presidente da Total IP – Soluções e Robôs para Contact Centers.

O Agente Virtual CPC – Contato com a Pessoa Certa, por exemplo, confirma os dados do interlocutor. Assim, o operador economiza tempo e energia para realizar negociações. “O maior benefício é a otimização das atividades. Além disso, o tempo de espera é reduzido e o cliente fica mais satisfeito. Dessa maneira, todas as partes saem ganhando”, conclui Mencaci.

Em 2017, o feriado natalino teve alta nas vendas após três anos de queda. Houve crescimento de 4,72% em relação ao ano anterior, segundo o SPC. Assim, a data volta a se consolidar como um momento propício para os negócios.

Serviço: Natal deve movimentar R$ 53,5 bi na economia

Fonte: Carlos Henrique Mencaci – presidente da Total IP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here