33.3 C
Manaus
quarta-feira, fevereiro 21, 2024

No Amazonas, mais de 390 alunos da rede pública alcançaram notas acima de 800 na redação do Enem

Desse total, 248 são da capital do estado e 145 do interior. A média nacional é de 641,6

No Amazonas, 393 alunos da rede pública estadual alcançaram nota igual ou acima de 800 na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2023. O resultado final do Enem pode ser utilizado em programas que dão acesso ao Ensino Superior, como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o Programa Universidade Para Todos (Prouni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Do total de alunos com essas pontuações, 248 são da capital do estado e 145 do interior. Os números, somados, representam um aumento significativo em relação aos resultados do ano passado, quando a rede estadual foi responsável por 201 redações com notas acima de 800 pontos. 

A rotina de preparação especializada em redação para o Enem foi um dos diferenciais para os alunos das escolas do interior do Amazonas. Em Itapiranga (a 227 quilômetros de Manaus), o trabalho desenvolvido pela equipe docente de Língua Portuguesa da Escola Estadual (EE) Tereza dos Santos resultou em cinco notas acima dos 800 pontos na redação do Enem. 

Parte integrante desta rotina de estudos, a professora Eliana Borges, que teve a primeira experiência com turmas de 3ª série do Ensino Médio em 2023, falou sobre os processos adotados que resultaram nos êxitos. 

“Costumamos dizer que não vamos ensinar redação, porque soa tecnicista, como se houvesse fórmula mágica. Digo que vamos direcioná-los para que eles desenvolvam os pensamentos de maneira organizada no papel, porque escrever textos dissertativos-argumentativos é um exercício de pensamento crítico e isso é um processo individual de cada aluno”, ressaltou a professora. 

A recém-formada Victória dos Santos foi uma das beneficiadas com as ações conjuntas dos professores da escola. Com os esforços, Victoria tirou 940 na redação. Segundo a jovem, o incentivo vinha além dos professores de Língua Portuguesa.

“Além da professora Eliana, professores de outras matérias também ajudaram no processo, porque pediam redações com temas específicos das suas disciplinas. A redação é prática e foquei muito esse ano, porque confesso que sempre tive dificuldade. Agora, já estou me preparando para conseguir bolsas de estudos com a nota do Enem e quero cursar Psicologia. Vai ser um sonho realizado”, finalizou Victória. 

A EE Tereza dos Santos já é referência quando o assunto é redação. Foi de lá que, em 2023, saiu a redação nota 1000 da rede estadual de ensino, com a ex-aluna Rilary Castro, que hoje cursa Direito, na Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Outros municípios destaques foram Novo Airão (a 115 quilômetros de Manaus), com dez notas acima dos 800 pontos, além de Parintins e Itacoatiara ((369 e 176 quilômetros distantes da capital, respectivamente), com nove notas cada um. Alunos de Manaquiri, Caapiranga e Boca do Acre também obtiveram nota superior a 800. Esse ano, a média nacional da redação do Enem foi de 641,6.

Capital 

Com nota 940 na redação, Letícia Sevalho, aluna da Escola Estadual de Tempo Integral (Eeti) Governador Melo e Póvoas da Escola, localizada no bairro Santo Antônio, zona oeste de Manaus,  falou sobre a preparação, que resultou na pontuação.

“Na minha escola, sempre houve incentivos dos professores na nossa preparação. Tínhamos concursos de redação, oficinas para as turmas do 3ª série,  onde discutimos temas prováveis, como saúde, educação. Também usei muito as ferramentas que a internet proporciona, como vídeo aulas”, explicou a discente. 

A estudante, que finalizou o Ensino Médio em 2023, agora segue rumo ao Ensino Superior. O sonho da Letícia é cursar Ciências Biológicas, e a ansiedade pelos resultados já está na porta. 

“Me encantei profundamente pela área graças a um amigo que me apresentou o curso, e espero conseguir a aprovação nos vestibulares em que me inscrevi e poder realizar o meu sonho”, afirmou a vestibulanda.

As inscrições para o Sisu 2024 começam na próxima segunda-feira (22/01) e se encerram no dia 25 de janeiro. Serão 264 mil vagas em instituições públicas de educação superior de todo o país.

Fotos: Arquivos Pessoais –  Divulgação/Seduc-AM

spot_img