Amazonas Notícias

No Amazonas, primeiro transplantado renal da rede pública, recebe alta

Paciente de 35 anos estava em recuperação há duas semanas no Hospital Delphina Rinaldi Abdel Aziz

Pela primeira vez, uma unidade de saúde do Governo do Amazonas utilizou o sinal “Atenção, código esmeralda!”, que indica a alta de um paciente transplantado renal. Na manhã desta quinta-feira, (20/04), sob aplausos, Luciano Lopes, 35, primeiro paciente a receber um transplante renal no Estado, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), deixou o Hospital Delphina Rinaldi Abdel Aziz, onde o procedimento foi realizado no dia 5 de julho.

Já recuperado, Luciano, que recebeu a doação do rim do próprio pai, fez questão de agradecer a toda a equipe que o acompanhou. “O tratamento que eu recebi aqui no hospital foi ótimo. Médicos, enfermeiros, técnicos, a equipe toda, só tenho a agradecer”, disse o primeiro transplantado renal do Estado.

Duas semanas após o sucesso da cirurgia, o doador, Antônio Silva, 55, falou sobre a emoção de ver o filho, finalmente, receber alta. “Daqui para frente, é vida nova, tudo novo. Vai ser muito bom sair com ele, se divertir. Antes, não era possível fazer uma viagem, porque ele precisava ir um dia sim e um dia não para fazer a hemodiálise, mas agora a vida dele vai mudar totalmente”, falou o pai, que recebeu alta cinco dias após a doação.

O médico Marcelo Perosa, coordenador cirúrgico do Hepato do projeto Transplante Sem Fronteiras (TSF), foi o responsável pelo procedimento e pelo acompanhamento da recuperação do paciente transplantado. Ele destacou o sucesso da cirurgia e explicou o que vai mudar na rotina do paciente daqui para frente.

“A cirurgia foi um sucesso, ele teve alta com pleno funcionamento do rim, livre da diálise. A partir de agora, como todo transplantado, ele vai precisar fazer acompanhamento frequente e tomar imunossupressores, medicações que evitam a rejeição. No entanto, ele vai ter uma vida infinitamente melhor do que antes”, ressaltou o médico.

Procedimento cirúrgico

O transplante renal é um tratamento para pacientes com diagnóstico de insuficiência renal crônica, estando o doente em diálise ou mesmo em fase pré-dialítica. As consultas com os pacientes de transplante para avaliação pré-transplante iniciaram, em abril, após estabelecimento de critérios para o agendamento via complexo regulador.

O ambulatório projetado exclusivamente no Hospital Delphina Aziz para pacientes transplantados foi inaugurado em dezembro de 2022. O atendimento iniciou por pessoas que já realizaram os procedimentos em outros estados, que antes eram acompanhados por outra unidade de saúde.

Atualmente, o Amazonas tem cerca de mil pacientes em diálise e cerca de 700 pacientes inscritos em outros estados que, a partir de agora, poderão realizar os procedimentos em seu próprio estado.

Foto: Arthur Castro/Secom

Relacioandos