Take a fresh look at your lifestyle.

No último dia de governo, prefeito Arthur Neto entrega mais quatro obras de educação

-publicidade-

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, entregou mais quatro obras de educação, nesta quinta-feira, 31/12, além da nova sede da Secretaria Municipal de Educação (Semed). A primeira foi a o Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Júlia Barjona, localizado no bairro São José, zona Leste. A unidade, que foi totalmente revitalizada, tem capacidade para atender até 722 alunos de pré-escola e ensino fundamental anos iniciais, em dois turnos (matutino e vespertino). O prefeito também entregou o 5º Centro Integrado Municipal de Educação (Cime) Dr. Avelino Pereira, Novo Aleixo, zona Norte, que vai atender mais de 1,6 mil alunos entre educação infantil e ensino fundamental, além da escola municipal Etelvina Pereira, no Coroado, zona Leste, que foi revitalizada.

“Foi uma obra difícil, correndo contra o tempo, mas a escola Júlia Barjona que estava no chão, agora está totalmente reconstruída e entregue. Eu tinha esse compromisso. Não sabemos quando voltarão as aulas presenciais, mas o importante é que a estrutura física está pronta”, disse o prefeito, ao inaugurar a primeira das obras de educação deste seu último dia de mandato. Ele estava acompanhado da presidente do Fundo Manaus Solidária, a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro, e da secretária municipal de Educação, Kátia Schweickardt.

O novo prédio conta com 11 salas de aula, duas salas multiuso e uma de informática, além disso, dispõe de espaços administrativos completos com sala de professores, pedagogia, secretaria e amplo refeitório. O Cmei dispõe também de um pequeno auditório e de um pátio coberto para atividades extracurriculares.

O prefeito também entregou, parcialmente, com a obra física da educação fundamental construída e da educação infantil bem adiantada, o 5° Cime de sua gestão, o Avelino Pereira, com 576 vagas para alunos da educação infantil e 1.024 para o ensino fundamental. O centro tem 12 salas de aula em cada prédio, sala de música, leitura, multiuso, informática, vestiários masculino e feminino, brinquedoteca, jardins e espaços compartilhados, como a quadra de esportes coberta e auditório. O prédio do ensino fundamental é de dois andares e oferece uma plataforma elevatória para pessoas com dificuldades de locomoção.

“Além dos cinco Cimes que já entregamos, estamos deixando os recursos para a construção de mais cinco Cimes, pelo próximo prefeito, e sempre escolhemos os locais com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), para dar mais oportunidades aos alunos para crescer e se desenvolver”, afirmou o prefeito.

O Cime foi construído por meio do Projeto de Expansão e Melhoria Educacional da Rede Pública Municipal de Manaus (Proemem) tem como objetivo geral expandir a cobertura e melhorar a qualidade da educação infantil e do ensino fundamental na rede municipal de Manaus, sendo parcialmente financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

“Manaus merece e precisa manter os avanços da educação”, disse a secretária da Semed. “Precisamos garantir a qualidade da educação das crianças”, defendeu. “Até neste ano duro a educação se reinventou e mostrou que as bases estão montadas”, definiu.

Avelino Pereira é natural de Mossoró/RN e nasceu em 2 de julho de 1908, filho de Luiz Florêncio Pereira e de Josefa Maria da Costa Pereira. Formado em medicina pela Faculdade de Medicina da Bahia em 1935, vindo para o Amazonas em seguida, onde foi contratado, em setembro de 1943, para o Serviço de Socorro de Urgência do Amazonas, com especialização em oftalmologia. Foi jornalista, médico e aviador. Como jornalista, foi fundador e proprietário do extinto jornal A Gazeta, além de membro do Diários Associados. Como médico foi o fundador da Sociedade Amazonense de Oftalmologia, diretor do extinto Instituto Nacional da Assistência Médica e da Previdência Social (Inamps) e do Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Estado do Amazonas (Ipasea). Em 30 de setembro de 1937 casou-se com Elza Moreira de Sá Peixoto com quem teve três filhos: Leny de Sá Peixoto Pereira, Dione de Sá Peixoto Pereira e Avelino Pereira Júnior e teve três netos. Em 1942, fundou o Aeroclube de Manaus, tendo sido, também, seu primeiro presidente.

“Era um homem de muita luta, foi conselheiro do meu pai e tinha uma amizade muito grande com ele”, disse o prefeito. “Ele deve estar muito feliz, a homenagem é mais do que justa”, afirmou o prefeito. “Meu bisavô foi um grande defensor da educação e isso aqui é um legado que está sendo deixado para as novas gerações”, ressaltou o vereador eleito Amom Mandel Lins, bisneto do homenageado.

Escola Etelvina Pereira

A última escola municipal a ser inaugurada foi a Etelvina Pereira Braga, no bairro Ouro Verde, zona Leste, que foi totalmente revitalizada e ainda ganhou uma quadra coberta de esportes. A unidade, que vai atender 640 alunos do ensino fundamental, está com novo telhado, pintura nova, além de estruturas elétricas e hidráulicas trocadas. Houve reformas nas salas de aula, no telecentro, laboratório de ciências.

“Aqui foi uma reforma muito caprichada. Faltava uma quadra para as crianças praticarem esportes adequadamente e nós construímos, mas mesmo sem ela, a escola é bicampeã das Municipíadas e ainda foi primeiro lugar em uma competição nacional de ciências. A verdade é que temos uma educação muito premiada, ainda mais com o que fizemos agora, investindo e melhorando a infraestrutura das escolas”, apontou o prefeito.

Sobre o legado em educação que será deixado à população manauara, Arthur enfatizou a inclusão da capital amazonense entre as dez melhores cidades que oferecem educação de qualidade. “Educação é uma obsessão nossa. Nós pegamos uma Manaus que estava na rabeira da prova do Ideb e agora estamos na nona posição. Colocamos a educação de Manaus em boa rota, agora vamos torcer para que toquem o barco com competência bem maior do que costumamos ter”, destacou.

Nova sede

Por fim, o prefeito inaugurou a nova sede da Secretaria Municipal de Educação (Semed), localizada na avenida Maceió. “Essa história de revitalizar uma sede para causar uma boa impressão, no fundo é o que nós fizemos na Suframa, na prefeitura, na cidade, que foi completamente revitalizada por nós. No fundo é o que fizemos nas plataformas de ônibus, na Casa Militar, na Semed, que agora têm ambientes saudáveis e muito bonitos e isso é tão importante porque dignifica quem trabalha e educação vai além da escola. Muita água corre até chegarmos ao ponto da meta fundamental, que é o êxito nas escolas. Então é importante que todos os funcionários, estejam onde estiverem, mereçam uma coisa básica e agora estamos dando para eles isso, que é um local decente para trabalhar”, disse Arthur.

Ao inaugurar a nova sede da Semed, o prefeito destacou que a educação é transformadora e mexe com a vida das pessoas, inclusive economicamente e que durante sua gestão o prestígio no meio dos profissionais da educação foi conquistado devido ao trabalho realizado.

“Eu só acredito na transformação por meio da educação e eu a considero, também, uma política econômica, porque mexe com a vida das pessoas, com o bolso das pessoas, com a prosperidade. A equipe da Semed teve o meu apoio o tempo todo e precisava de uma pessoa com o perfil da Kátia e deu tão certo que nós fizemos o que fizemos. Não precisamos fazer nenhuma baixa política para termos o prestígio que temos entre os professores”, finalizou Arthur Neto.

Texto – Jacira Oliveira / Semcom com informações da Semed

Foto – Valdo Leão e Pablo Brandão / Semcom

-publicidade-