Amazonas Notícias

Nove criminosos envolvimento em casos de grande repercussão em Manaus são presos

FOTO: Erlon Rodrigues/PC-AM

Entre os casos investigados, está o homicídio do sargento do Exército Brasileiro, Lucas Ramon Silva Guimarães

 

Em uma semana, a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), realizou uma força-tarefa para elucidar casos de grande repercussão ocorridos na capital do estado. Como resultado, foram efetuadas as prisões de nove indivíduos pela prática ou envolvimento no crime de homicídio.

 

A delegada-geral da PC-AM, Emília Ferraz, destacou o trabalho desempenhado pelas equipes da DEHS, que buscam dar uma resposta rápida à sociedade amazonense.

 

“A missão da PC-AM é reforçar a segurança da nossa população. Por isso, enfatizo que a DEHS está sempre atuante para elucidar os casos de homicídios que ocorrem na cidade. Nosso trabalho não para”, salienta ela.

 

O delegado Ricardo Cunha, titular da DEHS, ressaltou que as prisões dos infratores foram possíveis devido ao trabalho incansável das equipes de investigação da Especializada.

 

“Em uma semana, nossas equipes conseguiram tirar de circulação indivíduos que planejaram e/ou executaram o homicídio de terceiros. O objetivo da DEHS é elucidar o máximo de casos possíveis para preservar a nossa sociedade da criminalidade. Seguimos sem parar na elucidação de outros casos”, diz Cunha.

 

Ações – No dia 8 de fevereiro, as equipes cumpriram mandado de prisão preventiva em nome de Albernilson Pinheiro de Andrade, 49, pelo homicídio que vitimou Autobelle Amorim Rolim, de idade não informada. O crime ocorreu no dia 29 de agosto de 2004, em um bar localizado no bairro Colônia Santo Antônio, zona norte de Manaus.

 

Caso Lucas – No dia seguinte (09/02), a DEHS deflagrou a terceira fase da Operação Lucas 8:17, ocasião em que efetuou as prisões de Kamylla Tavares da Silva, 23; Joabson Agostinho Gomes, 38; Jordana Azevedo Freire, 40; e Romário Vinente Bentes, 32, por envolvimento na morte do sargento do Exército Brasileiro, Lucas Ramon Silva Guimarães, que tinha 29 anos.

 

O crime ocorreu no dia 1° de setembro de 2021, em uma cafeteria no bairro Praça 14 de Janeiro, zona Sul, onde a vítima foi atingida por vários disparos de arma de fogo.

 

Joabson e Jordana foram identificados como mandantes do crime. Romário e Kamylla tiveram participação na articulação do ato criminoso, incluindo a contratação do executor do delito.

 

Quatro prisões em 24 horas – Na quinta-feira (10/12), as equipes realizaram quatro prisões. Entre os presos, estava uma outra pessoa envolvida no Caso Lucas.

 

A primeira ação policial resultou na prisão de Vinicius Emanuel Araújo, 22, por envolvimento no homicídio de Nicolas Tarcísio da Silva Medeiros, conhecido como “Tafifa”, que tinha 17 anos. O crime ocorreu no dia 18 de março de 2018, no bairro São Raimundo, zona oeste de Manaus.

 

No mesmo dia, foram presos Paulo Palheta da Silva, 34, e Perla Campos de Oliveira, 39, pela autoria do estrangulamento, com um fio elétrico, de Diany Cavalcante da Silva.

 

Na noite da quinta-feira, foi presa a quinta envolvida na morte do sargento Lucas Ramon, uma mulher identificada como Kayandra Pereira Castro, de idade não revelada. A ação policial ocorreu em via pública, no bairro Colônia Antônio Aleixo, zona leste da cidade.

 

FOTO: Erlon Rodrigues/PC-AM

Relacioandos