Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Novo programa de residência do Manaus Tech Hub vai conectar startups a indústrias do Polo Industrial de Manaus

Startups de todo o país poderão contribuir com soluções inovadoras para o Polo Industrial de Manaus (PIM), no novo programa de residência do Manaus Tech Hub, espaço criado pelo Sidia para desenvolver o ecossistema de inovação da região Norte. Intitulado “Conexão Distrito”, a primeira edição da iniciativa será lançada ainda este mês.

“Nosso objetivo é conectar esses atores e melhorar processos de indústrias que já estão consolidadas em seus mercados, mas que ainda são novatas no conceito de inovação aberta”, afirmou o coordenador do Manaus Tech Hub, Walfran Falcão. “Durante os seis meses de residência, serão três indústrias participantes e seis startups selecionadas, construindo ou adaptando soluções para problemas reais encontrados nas indústrias”.

Com 54 anos de existência, a região em que o Polo Industrial de Manaus (PIM) se encontra é conhecida localmente como “Distrito”. O PIM é um dos mais tecnológicos parques industriais da América Latina, abrigando indústrias de ponta nos segmentos Eletroeletrônico, Duas Rodas, Naval, Mecânico, Metalúrgico e Termoplástico, entre outros, que geram mais de meio milhão de empregos diretos e indiretos.

Mesmo com a pandemia, o Polo registrou um faturamento de R$ 95,49 bilhões no período de janeiro a outubro de 2020, o que representa um aumento de 9,71% em relação ao mesmo intervalo de 2019 (R$ 87,04 bilhões).

O programa conta, ainda, com apoio institucional do Sidia, da Associação Brasileira de Startups (ABStartups), Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (CETAM), FIEMG Lab, Grandeal, STATE e das iniciativas Creative Startups e OCEAN Brasil.

Sobre o Manaus Tech Hub

O Manaus Tech Hub é um espaço que tem como objetivo promover o desenvolvimento e o crescimento de startups na Amazônia, com inovação aberta e oportunidades em novos negócios.

Trata-se de uma iniciativa do Sidia Instituto de Ciência e Tecnologia, maior instituto de PD&I do Brasil, para contribuir com o ecossistema de inovação da região Norte. Atualmente, cinco startups de Manaus recebem acompanhamento especializado no Batch Zero do programa de aceleração “Green Up Accelerator”.

Texto: Assessoria de Comunicação do Manaus Tech Hub

-publicidade-