27.3 C
Manaus
sexta-feira, fevereiro 23, 2024

Número de adoções em Manaus cresce expressivamente em 2023

O Juizado da Infância e da Juventude Cível (JIJC) do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) revelou um aumento significativo no número de adoções em Manaus em 2023, mais que dobrando em relação ao ano anterior. Foram registradas 235 adoções em 2023, um acréscimo de 121 em comparação com as 114 adoções efetivadas em 2022.

O levantamento do JIJC, que abrangeu o período de janeiro a novembro de 2023, mostrou que 44 adoções foram concretizadas por meio do Sistema Nacional de Adoção (SNA), 38 foram adoções unilaterais, e 144 ocorreram por afetividade. Informações detalhadas sobre as nove adoções realizadas em dezembro ainda estão pendentes.

A juíza Scarlet Braga Barbosa Viana, responsável pelo JIJC em Manaus, destacou que o aumento no número de adoções é um reflexo do trabalho dedicado da equipe do Juizado e do crescente interesse das famílias em regularizar a situação de crianças e adolescentes. Ela também enfatizou a importância da adoção legal e a necessidade de superar a cultura de entrega desprotegida de crianças.

O aumento nas adoções foi também atribuído à cooperação de diversos órgãos, incluindo o Ministério Público, a Defensoria Pública, grupos de apoio à adoção, instituições de acolhimento e o sistema de garantia de direitos, além do apoio do próprio TJAM.

Como parte das iniciativas para agilizar o processo de adoção, o JIJC realizou um “Mutirão de Audiências em Processos de Adoção” em maio, coordenado pela juíza Rebeca de Mendonça Lima. O mutirão resultou em 87 processos sentenciados de um total de 105 audiências.

Os projetos “Encontrar Alguém” e “Acolhendo Vidas”, realizados pelo JIJC, visam sensibilizar as pessoas para adoções de crianças e adolescentes em situações especiais e apoiar mulheres grávidas que optam por entregar seus filhos para adoção.

Entre as histórias de adoção, a de Fabiana Gomes de Almeida e seu esposo Almir Biase Martins Júnior destaca-se. Após uma perda gestacional, o casal decidiu adotar e enfatiza que a adoção é um ato de amor que requer paciência e dedicação para construir um vínculo familiar.

O JIJC categoriza as adoções em três tipos: unilateral, por afetividade e pelo Sistema Nacional de Adoção. Atualmente, ainda há 51 crianças em Manaus esperando por adoção.

spot_img