Take a fresh look at your lifestyle.

Obras de arte de alunos da Escola Estadual Santo Antônio são apresentados no hall da SEDUC durante a 1ª Exposição “Arte faz parte da vida”

-publicidade-

O talento de dezenas de alunos do Ensino Fundamental da Escola Estadual Santo Antônio, localizada no bairro Santo Antônio, Zona Oeste de Manaus, foram expostas em formas de telas artísticas para professores, gestores, secretários e convidados no hall do Departamento de Gestão Escolar (DEGESC) da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (SEDUC), na manhã desta quinta-feira, 20, encantando a todos os presentes com as obras de artes desenvolvidas pelos alunos durante as aulas da disciplina de Artes ao longo do ano.

A projeto intitulado “Arte faz parte da vida” existe há três anos e conforme a gestora da escola, professora Aldenise Teixeira Bastos, foi desenvolvido pelo professor José Cunha como forma de incentivar a arte na vida dos alunos. A exposição nos anos anteriores aconteciam na própria escola e pela primeira vez foram expostas fora das dependências da instituição.

“Ele (José Cunha) veio trabalhando para desenvolver a arte na vida dos nossos alunos de forma que eles possam entender e participar. Saber que a arte é bela e faz parte da educação”, frisou Aldenise ao ressaltar que os jovens talentos da escola não são apenas nas telas de pinturas, mas em outras áreas, como a produção de livros, portfólios divididos por décadas e gêneros, como o cinema, filmes, entre outros.

“Para a primeira exposição fora da escola, minha avaliação foi ótima. Ver o brilho no olhar dos nossos alunos é maravilhoso. Eu acredito, sim, na educação, pois transforma e esses alunos têm potencial maravilhoso, basta ter um pouquinho de paciência”, declarou.
Alunos-artistas

O jovem Ítalo Cruz de Souza, 14, apresentou uma tela, na qual depois de muita pesquisa em livros e na Internet resultou numa bela obra de arte. “O que me chamou a atenção foi uma árvore, no estilo gótico antigo. Para mim tem dois significados: a solidão de uma pessoa, a tristeza de alguém, e até mesmo simplesmente uma árvore velha”, explicou Ítalo, que cursa o 9º ano do Ensino Fundamental. “Para mim é uma alegria ver a minha tela aqui exposta e por ser uma das selecionadas”, acrescentou.

A aluna Sabrina Fernandes de Araújo Lopes, 14, fez a releitura de uma das obras abstratas de Pablo Picasso e na qual, depois de muita pesquisa, foi a que mais lhe chamou a atenção. “A obra dele (Picaço) fala sobre o encontro de faces de mulheres e representa a falsidade, porque uma está de olho aberto e outra de olho fechado. Apesar de ser uma imagem abstrata, percebe-se muito bem que são o encontro de faces”, ressaltou.

-publicidade-