Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Oficina de produção de salgados é ofertada a usuários de cozinha comunitária

Dentro da política de incentivo ao empreendedorismo, a Prefeitura de Manaus promoveu nesta quinta-feira, 11/4, uma oficina sobre o preparo de salgados voltada aos usuários da cozinha comunitária do bairro Santo Agostinho, zona Oeste de Manaus.

De acordo com a secretária municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), Conceição Sampaio, a gestão do prefeito Arthur Virgílio Neto tem se preocupado em fomentar o empreendedorismo, para que a população esteja preparada para os desafios do mundo do trabalho.

“As cozinhas comunitárias não só oferecem a alimentação, mas funcionam como equipamentos de garantia de direitos, encaminhando os usuários à rede socioassistencial do município. Quem aprende a produzir salgados pode abrir seu próprio empreendimento. O interessante é que as crianças também participam. O que pode ser uma brincadeira para eles, também é um incentivo ao empreendedorismo”, destacou a secretária.

Os alunos aprenderam todo o processo para a fabricação dos salgados. Para dona de casa Angelina Pereira, 45, a oficina é uma oportunidade para montar o próprio negócio, já que ela trabalha no ramo e pretende aprimorar o fornecimento de salgados. “É uma grande satisfação participar dos cursos oferecidos na cozinha comunitária. Há três anos, venho me alimentar aqui. Quero me capacitar e me tornar uma empreendedora, além de ajudar as pessoas que precisam”, disse.

A cozinha comunitária conta com uma equipe multiprofissional. Além do cuidado com a alimentação balanceada, também promove a cidadania dos usuários, por meio de emissão de documentos, oficinas, cursos e palestras.

O programa Cozinhas Comunitárias é desenvolvido pela Prefeitura de Manaus, por meio da Semasc, em parceria com instituições públicas e privadas, voltado para a promoção da melhoria das condições de nutrição e acesso à alimentação de qualidade para a população de baixa renda.

Doações

Quem deseja contribuir com o projeto de segurança alimentar e nutricional do município pode ligar para os números 98842-1193 e 98842-2932.

— — —

Texto: Alexsandro Machado/ Semasc

-publicidade-