Omar Aziz afirma em referência ao Ministério da Defesa: “pode fazer 50 notas contra mim, só não me intimidem”

Durante sessão no plenário do Senado destinada à deliberação de indicações de autoridades encaminhadas pelo governo federal, o presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), voltou reforçar as críticas contra as Forças Armadas, mas disse que se trata de uma crítica pontual. Ele reagiu à nota do Ministério da Defesa.

Segundo Aziz, sua fala foi “pontual” e não foi “generalizada”, referindo-se, por exemplo, a Dias, que é ex-sargento da Aeronáutica, e a outros integrantes da pasta possivelmente envolvidos no suposto esquema de irregularidades.

O senador considerou a nota da Defesa “desproporcional” e cobrou de Pacheco que tivesse uma posição mais incisiva para defender um senador.

“Pode fazer 50 notas contra mim, só não me intimidem”, disse Omar. “Não aceito que intimidem um senador da República”, afirmou o senador. Por Gazeta Brasil